Viagem

Intercâmbio: Mitos e Verdades

By  | 


Mitos e verdades sobre o Intercâmbio

Antes de planejar um intercâmbio, muitas pessoas entram em dúvida se é isso mesmo que elas desejam, pois passar um tempo fora e longe da família não é uma situação muito agradável. Por isso, para clarear a sua mente, caso você esteja pensando em fazer um intercâmbio, vou listar alguns mitos e verdades sobre essa experiência. Como fiz intercâmbio no início do ano passado, vou me basear um pouco na minha viagem. Espero que gostem!

Intercâmbio é apenas diversão

Este com certeza é um grande mito, pois por mais curto que seja o período do seu curso, sempre vão ter professores perguntando porque você faltou na aula ou querendo saber se você realmente está prestando atenção e entendendo a matéria. Como além do curso de inglês eu também fiz o de moda, havia mais coisa para entregar e as vezes precisava tirar alguns dias para resolver as tarefas do curso. Por isso, quem está pensando em fazer um intercâmbio apenas para se divertir analise melhor as circunstâncias e pense se um mochilão ou uma viagem normal já não vai satisfazer o desejo de sair do país.

Conhecer brasileiros durante o intercâmbio atrapalha a aprendizagem

Tudo depende do seu nível de maturidade, pois nada impede de você ter conversas em inglês com seus colegas brasileiros. Atrapalha o desenvolvimento da língua quando você deseja falar apenas em português, mas caso você faça um acordo com as pessoas para falar apenas em inglês pode dar certo. Tentei fazer este pequeno exercício com a minha colega brasileira e funcionou. As vezes era um pouco estranho e não sabíamos se estávamos falando certo, mas ao menos tentamos.

Para fazer intercâmbio é preciso dominar o idioma

Considero este um grande mito. Não é obrigatório dominar o idioma, isso ajuda, mas acaba tirando um dos propósitos do intercâmbio. O que realmente ajuda é saber o básico, pois vai te auxiliar a se comunicar com as pessoas. Outro detalhe é que a maioria dos cursos fazem provas logo no início para separação por níveis, ou seja, caso não tenha um grande domínio da língua, não vão te colocar em uma sala em que os demais saibam mais que você.

Optar pela residência estudantil é melhor que ficar em casa de família

Não sei muito bem como funcionam as residências estudantis, apenas sei que, caso você for menor de 18, não é possível escolhê-las. Isso, pois alguém além do colégio que você vai estudar deve ser seu responsável fora do país. A minha experiência foi com a família. Achei muito interessante, pois eu tinha eles para conversar e exercitar o meu inglês. Como eles foram muito atenciosos, discretos e preservavam a minha privacidade, gostei muito da experiência e acho que vale muito a pena para quem quiser treinar a língua até mesmo dentro de casa.

dicas de como se preparar para um intercambio 6


Gostou? Deixe seu comentário!