All posts by Gabi Freitas

  • curso de moda no brasil
    Gabi Freitas | setembro 5, 2019

    Curso de Moda no Brasil 🇧🇷

    Se você é uma daquelas pessoas que sempre gostou de montar os seus looks de uma forma diferente e quando criança adorava ficar desenhando roupas e modelos, então o curso de Moda pode ser uma excelente opção para a sua carreira. Caso ainda não saiba exatamente, uma formação em Moda lhe deixará apta para desenhar roupas e produtos, como calçados e cintos, por exemplo, e definir modelagens e estilos. 

    É o profissional de Moda quem cria coleções também. Para isso, ele observa as principais tendências de comportamento, e adapta suas criações ao gosto do público alvo. Existem realmente diferentes funções a serem realizadas dentro desse segmento. 

    Contudo, para saber de fato qual curso de Moda no Brasil fazer, é necessário entender algumas coisas importantes que envolvem o tema. Somente depois disso será possível entender quais são os melhores cursos do país e, assim, escolher aquele que mais tem a ver com você e com os seus objetivos. Saiba mais ao longo do conteúdo. 

    Profissional de Moda

    curso de moda no brasil

    Como já mencionado antes, um profissional formado em Moda possui diferentes responsabilidades. Em primeiro lugar, tudo vai depender diretamente da área que ele vai seguir, é claro. 

    No entanto, de forma geral, esse profissional desenha roupas, acessórios e estampas e, dessa forma, cria bolsas, cintos, calçados, vestidos, calças, camisetas, entre várias outras peças. Tudo isso levando em consideração critérios importantes sobre estética e ergonomia. Nesse sentido, um profissional de Moda, além de fazer um curso, precisa estar sempre antenado sobre as principais tendências. 

    Outra área que uma pessoa com formação em Moda pode atuar é na gestão de empresas de confecção. Nesse caso, o profissional é responsável por pesquisar a respeito do mercado consumidor, de estabelecer estratégias eficazes de marketing e de cuidar das vendas da empresa como um todo. 

    Além de tudo isso, se você se formar em Moda também estará habilitada para trabalhar no departamento de roupas de grandes lojas do setor ou até mesmo para prestar assessoria de moda para estabelecimentos. As funções aqui são: escolher como os produtos ficarão dispostos na vitrine, escolher as coleções e as cores das peças que serão compradas, fazer as combinações para inspirar os clientes, entre outras coisas. 

    Em vista disso tudo, pode-se dizer que um profissional da área possui realmente diversos caminhos para seguir. Entretanto, para conseguir algum desses trabalhos é essencial fazer um curso de Moda. Se a sua dúvida agora é qual fazer, então continue lendo o artigo para saber. 

    Curso de moda no Brasil

    Uma formação em Moda pode acontecer de duas maneiras diferentes: tecnólogo ou bacharelado. A boa notícia é que aqui você vai saber mais sobre cada uma delas. 

    Tecnólogo em Moda

    O curso de tecnólogo dura, em média, três anos. A principal característica é que as disciplinas são mais voltadas para a parte prática. Ou seja, dentro desse curso é possível, por exemplo, fazer parte de oficinas a fim de aprender diferentes técnicas de estilismo, de modelagem, de desenvolvimento de coleções, de corte e costura, entre outras. Nessas oficinas os estudantes colocam a mão na massa para aprender. 

    O foco principal das disciplinas vai depender diretamente do tema do curso de tecnólogo escolhido, afinal de contas há vários para fazer. Alguns possuem foco na criação, enquanto outros são voltados para as atividades industriais e para o gerenciamento do processo industrial. 

    É importante destacar que em todos os cursos de tecnólogo em Moda o estágio é obrigatório. Os nomes que os cursos recebem podem variar: Têxtil e Moda, Produção de Vestuário, Gestão de Moda e Design e Moda. 

    Bacharel em Moda

    O outro tipo de curso de Moda que pode ser feito é o bacharelado. Nesse caso, a duração geralmente é de quatro anos e as disciplinas são mais teóricas. Cultura da moda e criação, história da arte e desenho e estilismo são alguns exemplos. Assim como no caso do tecnólogo, as disciplinas dos cursos de bacharelado também variam, dependendo principalmente de cada instituição de ensino.

    De forma geral, o bacharelado é um curso mais abrangente e para conseguir o diploma é preciso entregar um trabalho de conclusão de curso (TCC), além do estágio. Os nomes dos cursos podem variar entre os seguintes: Têxtil e Moda, Negócio da Moda, Moda, Design de Moda e Vestuário, Design da Moda e Estilismo, e Design (moda). 

    Tudo, portanto, vai depender dos seus objetivos. Apenas não se esqueça de que ambos os tipos de cursos apresentam suas vantagens e fazer algum deles é fundamental para conseguir trabalhar no setor. 

    Instituições que oferecem os cursos

    A seguir, você encontrará quais são as 10 melhores instituições de ensino brasileiras que oferecem curso de Moda. Preste bastante atenção para não errar na hora de decidir em qual vai fazer, certo? Além disso, não deixe de avaliar corretamente a grade curricular de cada uma também a fim de analisar qual é aquela que mais atende os seus objetivos. 

    Veja agora quais são as melhores instituições. Vale ressaltar que todas que serão mostradas possuem entre quatro e cinco estrelas no curso de Moda, segundo a classificação do Guia do Estudante, certo? Sendo assim, o critério de desempate será mesmo a grade curricular. 


    Universidade Federal do Ceará (UFC) – 4 estrelas;

    Faculdade de Moda UFC
    Fonte: https://www.maisfm.com/curso-de-ciencias-exatas-para-ensino-medio-abre-inscricoes-na-ufc/reitoria-ufc/

    Universidade Estadual de Londrina (UEL) – 4 estrelas;

    curso de moda no Brasil UEL
    Fonte: https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/uel-abre-335-vagas-em-curso-de-gestao-para-micro-e-pequenos-empresarios.ghtml

    Universidade Federal de Goiás (UFG) – 4 estrelas;

    curso de moda no brasil UFG
    Fonte: https://www.caurs.gov.br/universidade-federal-de-goias-abre-concurso-para-professor-de-arquitetura-e-urbanismo/

    Faculdade Santa Marcelina (Fasm) – 4 estrelas;

    Faculdade de Moda Santa Marcelina
    Fonte: https://www.santamarcelina.org.br/educacao/fasm_unidade.asp?id=29

    Universidade Anhembi Morumbi – 4 estrelas;

    Faculdade de Moda Anhembi Morumbi
    Fonte: http://www.serviceone.eng.br/cases/universidade-anhembi-morumbi/

    Universidade Feevale (Feevale) – 4 estrelas;

    Curso de Moda Brasil - Universidade Feevale
    Fonte: https://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/id/4116/titulo/universidade-feevale-tem-nova-agencia-de-publicidade

    Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (Belas Artes) – 4 estrelas;

    curso de moda brasil belas artes
    Fonte: https://veja.abril.com.br/blog/cidades-sem-fronteiras/agenda-centro-universitario-belas-artes-promove-forum-de-economia-criativa-em-sp/

    Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), de São Paulo – 4 estrelas;

    curso de moda no brasil senac
    Fonte: https://senac2020.org/senac-sp-2020/

    Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Rio de Janeiro – 4 estrelas;

    curso de moda no brasil senai - RJ
    Fonte: https://vagasabertas.org/cursos-gratuitos-no-senai-rio-de-janeiro-rj-2019-inscricao.html

    Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) – 5 estrelas. 

    curso de moda no brasil UDESC
    Fonte: https://br.linkedin.com/school/universidade-do-estado-de-santa-catarina/

    Ao todo, existem ainda outras instituições de ensino que oferecem curso de Moda no Brasil, seja bacharelado ou tecnólogo, mas essas são as principais. 

    Ficou ainda mais interessada em fazer um curso de Moda depois de conferir todas essas informações? Então não deixe de analisar atentamente a grade curricular de cada instituição que foi mencionada com o intuito de escolher o melhor curso para o seu caso, sempre levando em conta os seus objetivos. 

    Se você é uma daquelas pessoas que sempre gostou de montar os seus looks de...

  • brechó
    Gabi Freitas | agosto 22, 2019

    Brechó: [9 lojas online] para você garimpar hoje! 👚

    Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje vou trazer um assunto muito discutido nos últimos tempos no mundo da Moda: a compra de peças usadas. Isso mesmo, aqueles garimpos que fazemos nós chamamos de BRECHÓ! 

    Você já pensou em comprar as suas roupas em brechós?

    O consumo de roupas de brechó é um hábito antigo e muito comum nos países da Europa, mas muitas pessoas ainda não sabem como comprar nesses lugares aqui no Brasil, muito menos como escolher boas peças. 

    Garanto que tudo isso é um exercício, afinal, para comprar em lugares diferentes dos quais estamos habituadas, precisamos de tempo, paciência e, claro, criatividade. Muitas pessoas não reparam, mas comprar em shoppings e grandes lojas de departamento é de certa forma fácil. Não tem muito para onde fugir, eles sempre trazem as mesmas tendências, modelagens e estilos, além de te entregar um pacote prontinho de como você deve se vestir. 

    Já no brechó tudo é diferente. Mesmo com uma curadoria, as peças são únicas, exclusivas e muitas vezes vintage! Então imagina, enquanto comprar em uma loja de departamento é apenas entrar, ver uma peça que te agrade, olhar o tamanho e comprar, no brechó você precisa entender o seu estilo pessoal para identificar potencial nas peças que estão a disposição. 

    Detalhe: pode acontecer de não ter o seu tamanho, mas isso normalmente não deve ser visto como um problema, pois o interessante de comprar em brechó é entender que a peça pode ser customizada, consertada ou ajustada, do jeitinho que VOCÊ quiser. Ou seja, não existe nada pronto, você que toma as decisões sem ter o peso das influências externas. 

    Sabe outra vantagem de comprar em brechós? Você ajuda o meio ambiente! Muitas pessoas não sabem, mas a indústria da Moda é a que mais polui no mundo todo. Infelizmente o cenário que existe hoje é de peças produzidas muito rápido, compradas muito rápido e DESCARTADAS muito rápido. 

    Isso mesmo, descartadas, viram lixo. É de se espantar, mas muitas pessoas simplesmente jogam suas roupas fora ao invés de doar, vender ou repassar para algum brechó. Percebe a importância de prolongar a vida útil dessas peças? O consumo em brechós ajuda nisso! 

    Ah, mas tenho tanta preguiça de ir em lugares que não são dentro do shopping! 

    Hoje em dia garanto que isso não é um problema, sabe por quê? Existem INÚMEROS brechós online para você garimpar direto do seu sofá. O mercado de brechós cresceu no Brasil e o de brechós online também! Por isso, além de ter contado sobre todas as vantagens de comprar em brechós, também vou listar 9 brechós online para você escolher as suas peças sem dor de cabeça. 

    O legal dessa lista é que cada um tem seu estilo e curadoria. Eles não são iguais, pois não entregam a mesma proposta – muito menos as mesmas peças –  e isso faz com que você queira comprar em vários! 

    Ainda não está convencida? Vem olhar essa lista, garanto que não irá se arrepender. 

    Ps: Todos enviam via Correios, mas alguns também entregam pessoalmente! Maravilhoso, não é mesmo? 

    CuraModa – @curamoda 

    Curamoda Brechó

    Para abrir essa lista, nada melhor do que falar sobre o meu próprio brechó. Isso mesmo a dona do CuraModa é a própria autora deste texto que você está lendo. Esse brechó na verdade ainda é um embrião, mas que está se estruturando para entregar uma curadoria de peças muito bem selecionadas. 

    Ele começou como uma brincadeira para garantir uma grana extra, mas, conforme fui me empenhando no curso de Design de Moda na faculdade, percebi a importância de trabalhar com peças e materiais que já existem! A questão do lixo e do impacto social que a indústria da Moda gerar me impressionou bastante, e prometi pra mim mesma que iria – ao menos tentar – construir minha carreira na área da Moda trabalhando com já foi produzido no mundo. 

    Garanto que esse é um desafio diário, pois acreditem, não é fácil correr atrás das peças, higienizá-las e entregá-las com o maior cuidado do mundo. São processos que envolvem muito trabalho e dedicação, mas que promovem uma grande corrente de consciência em relação a forma que estamos consumindo. E isso é o mais gratificante, posso garantir! 

    Bom, tirando toda essa parte de conscientização, vamos ao brechó. Ele ainda não possui um site – mas estou trabalhando nisso! –  isso significa que todas as vendas são feitas via Instagram. As entregas rolam aqui em São Paulo, pois como utilizo muito o transporte público, identifiquei o metrô como um bom local para encontrar as clientes. Normalmente elas buscam antes ou depois do trabalho, ou até mesmo no horário de almoço. 

    Isso é muito interessante, pois consigo entregar em inúmeras regiões da cidade – e gente, essa cidade é imensa – sem a pessoa ter que pagar um frete. Além desse tipo de entrega, eu também envio via Correios. Já aconteceu de várias pessoas de outras cidades ou estados abrirem um pedido comigo e eu enviar. 

    De modo geral, tento focar nas peças vintage, mas também trago algumas roupas com informações de Moda mais atuais. Invisto bastante no jeans – short e calça estilo MOM, e jaquetas –  e em peças de tecido plano. As malhas eu pego mais no inverno, abuso dos tricôs e blusas de lã vintage que sempre tem uma estampa interessante! Também pego bastante casaco – saem super rápido – e camisas. Encontro várias camisas interessantes, sejam elas estampadas ou lisas, de tecido mais grosso ou mais fino como seda. 

    Lá no feed você encontra um leque de possibilidades e estilos, a ideia é dar vazão às peças interessantes que chegam nos bazares, assim como o Go Girl que será citado mais adiante. Me preocupo muito também com a qualidade das peças e higienização. Ver uma cliente satisfeita com o serviço – sim, os brechós online não entregam apenas roupas baratas, mas sim um serviço – é gratificante, me faz entender o potencial que aquelas roupas descartadas ainda tem. 

    O feed do CuraModa é literalmente a minha vitrine, lá exponho as peças da maneira mais clean possível para exaltar os detalhes de cada peça. Recentemente comecei a fazer a montagem de looks e postar algumas fotos no corpo, garanto que já percebi os resultados de mostrar às clientes como elas podem vestir cada peça. Os valores não variam muito, as peças giram em torno dos R$20 a R$100, pouquíssimas passam desse valor e quando passam é um mega achado. 

    Vale a pena acompanhar e conferir as novidades. Normalmente as peças não ficam paradas! 

    TROC – trocreal 

    TROC Brechó

    O TROC é um brechó online que tem sua sede em Curitiba e funciona desde 2016. Liderado pela Lu e seu marido, o brechó vem crescendo bastante nos últimos meses. Inicialmente ele era apenas de roupas femininas, mas com o tempo eles perceberam a oportunidade de trabalhar com peças kids de brechó infantil também! 

    O acervo deles é gigantesco, contém 9 mil peças (você leu isso mesmo!), mas nem por isso eles deixam a qualidade de lado. O intuito sempre foi promover o acesso a produtos em perfeito estado, muitas vezes de marca ou de grife. 

    Todo esse cenário foi montado com o objetivo de dar vazão a peças não usadas no guarda-roupa, aliada a necessidade de tornar a moda mais acessível! Digo isso, pois eles trabalham com marcas que realmente são muito caras, mas que com eles é possível economizar uma grana e investir naquele item desejo da wishlist.  

    Detalhe: As vendas são 100% online, ou seja, eles não fazem entregas pessoalmente e nem tem loja física, mas como já estão bem estruturados, as entregas são super eficientes. 

    Como eles possuem uma estrutura muuuito grande, no site você encontra todos os tipos de peças, modelos, preços, tamanhos e grifes. Não há uma curadoria específica por lifestyle ou estilo, justamente por isso costuma ser bem abrangente! Lá é possível encontrar peças para todas as idades, desde as mais jovens, até as mais maduras. É um mundo de possibilidades em um só site, com a comodidade de qualquer loja virtual. 

    O que mais chama atenção no TROC não é apenas a quantidade de itens, mas também a forma como eles garantem este acervo. Além de comprar no site, é possível vender suas peças por lá também! 

    Para quem escolher enviar as peças para venda, esse brechó online cuida integralmente de todo o processo de venda dos produtos para os outros usuários. Eles fazem desde a coleta das peças, fotografia, até a precificação e anúncio no site. 

    Claro que há algumas regrinhas para manter o padrão de qualidade. No site você encontra tudo explicado, mas no geral eles definem as marcas participantes, a forma de envio das peças, como funciona o processo de análise e precificação. Também dizem como VOCÊ irá aprovar os valores e anunciam as peças! Assim que elas são vendidas você recebe uma porcentagem da venda, afinal, eles que fazem todo o trabalho, nada mais justo não é? 

    O interessante desse modelo criado é a facilidade de se apegar e desapegar das peças. Você pode muito bem comprar suas roupas no site, mas também pode enviar as que estão paradas no seu guarda-roupa para que outra usuária do site possa vestir! É um ciclo que promove a troca, não só de roupas em si, mas de experiências e informações de Moda. Quando falo informação de Moda, digo tendências, modelagens e coisas que estão relacionadas ao produto final.

    O que você achou do TROC? Já ficou com vontade de acessar? Espera aí que temos mais 6 dicas de brechós online para você acompanhar! 

    Go Girl brechó – gogirlbrecho

    Go Girl Brechó

    O terceiro brechó online dessa lista se chama Go Girl. Ele completou um ano agora em Agosto e é liderado sozinho pela Yasmin. Sua sede fica em São Paulo, capital e ela envia para todo o Brasil.

    Para começar a falar dele, preciso compartilhar com vocês os três pontos que me chamam atenção nesse brechó online: a curadoria, o styling e o apoio a instituições que fazem trabalhos sociais. Vou te explicar melhor tudo isso! 

    A Curadoria 

    A curadoria, ou seja, a seleção de peças é super variada. Tem produtos disponíveis em diversos tamanhos – é possível encontrar até vestimentas da Moda Plus Size -, cores, modelagens, estilos, materiais e estampas. Agrada o gosto desde as mais básicas, até as mais extravagantes. Garanto que ao entrar no site você vai conferir inúmeras opções de garimpos, até peças de decoração e acessórios ela está vendendo ultimamente! 

    O styling

    Para quem não sabe, styling é quando você idealiza e constrói uma imagem de Moda através das roupas que tem disponíveis, seja na loja, brechó, guarda-roupa… Enfim, é basicamente quando você monta um look 100% pensado, desde as peças principais até os acessórios. O Go Girl é bem forte nisso, pois sua idealizadora – Yasmin – é formada em Moda e trabalhou durante alguns anos na área de styling. Toda essa experiência é visível, pois ela não apresenta só a peça a ser vendida, mas na verdade todo um look montado para você pegar a referência e saber como vestir a roupa! 

    O trabalho social

    Além disso tudo, o Go Girl colabora imensamente com instituições como casas de repouso, igrejas e ongs que fazem trabalhos sociais. Sabe como? Comprando as roupas dos bazares e revendendo no brechó! É isso aí, os principais fornecedores dela são essas instituições, ou seja, ao comprar no Go Girl e estimular seu crescimento, você também está colaborando – indiretamente – aos trabalhos sociais de vários lugares. 

    A Yasmin realmente está fazendo um trabalho incrível aliando consumo consciente, trabalhos sociais e Moda com um só lugar. 

    Detalhe: Ela envia sim pelos Correios, mas também tem horários e locais específicos para fazer entregas pessoalmente em São Paulo! 

    O legal desse brechó online é que ele é super ativo no Instagram. Isso significa que você pode acompanhar todas as informaçõe e novidades através do seu feed, e acessar o site apenas para finalizar a compra. É interessante acompanhar essas mensagens, pois a Yasmin super explica todos os processos do trabalho dela com o brechó e tira dúvidas gerais da galera. Ela preza bastante pela transparência, qualidade mega importante em tempos de novos hábitos de consumo. 

    Ah! Ela também fala bastante sobre sustentabilidade, afinal, o modelo de brechó colabora muito nesse sentido – no caso dela social e ambientalmente falando. Se você ainda não está muito habituada a essas novas tendências e quiser entrar nesse mundo de brechós para comprar e vender com mais responsabilidade, o Go Girl não vai te decepcionar! 

    Obs: A faixa de preço do brechó é super amigável! A Yasmin também preza por garimpos estilosos e acessíveis para todos os públicos 🙂 

    I need brechó – @ineedbrecho

    I Need Brechó

    Esse brechó completou 4 anos agora em Agosto também! Acho que Agosto é um mês bom para iniciar projetos, viu? Ele na verdade é uma loja física, mas que tem um e-commerce, ou seja, é brechó online SIM. 

    Queria muito colocar ele na lista, pois fico babando com a curadoria que a dona – Stheffany – faz. Tem desde as peças vintage até as mais moderninhas e ela encontra acessórios incríveis para compor qualquer look. Sabe aquele cinto bafônico de duas fivelas ou aquele óculos retrozinho que você custa a encontrar? Lá normalmente tem várias opções, além das roupas e bolsas super descoladas. 

    O brechó físico está localizado em São Paulo, bem pertinho da tão conhecida Avenida Paulista. O andar debaixo é o estúdio de tatuagem do namorado dela e em cima é o acervo. Lá é uma graça, um ambiente super clean e organizado que dispõe as peças sempre limpas e organizadas nas araras. A decoração também é mega fofa, tem plantinhas, mensagens motivacionais e é super aconchegante. 

    Claro que na própria loja tem mais opções de garimpos, mas o site também é super completo! Além das peças garimpadas aqui no Brasil, a Stheffany também trabalha com peças vintage do exterior! Em algumas viagens, como para a Europa por exemplo, ela acaba trazendo algumas roupas e revendendo no brechó. Ou seja, se você curte peças vintage e um estilo bem inspirado nas fotinhos do Pinterest, digamos assim, o I need brechó é o lugar perfeito para encontrar os itens da sua lista de desejos! 

    Nem sempre tem essas peças mais exclusivas, afinal, tudo depende das viagens que a dona planeja, mas é sempre bom acompanhar o brechó pelo Instagram para ficar atenta as novidades! 

    Além desse tipo de roupa, ela trabalha bastante com a customização. É possível encontrar peças pintadas a mão, jaquetas com detalhes aplicados…enfim, tudo que é possível fazer para repaginar uma peça e deixá-la ainda mais estilosa. 

    Uma das características mais marcantes nesses brechós online é a presença constante no Instagram. Como os brechós trabalham com peças únicas e exclusivas, a divulgação nas redes sociais às vezes gera uma corrida para garantir as peças, por isso é sempre bom acompanhar as postagens e curtir tudo com uma boa frequência. 

    Os preços do I need brechó variam bastante, mas não são nada exorbitantes, normalmente acessíveis e justos para os tipos de roupas e estilos que encontramos lá! Vale a pena conhecer, acompanhar o Instagram e, se você for de São Paulo, aproveitar um dia para passear no centro e dar uma passadinha para experimentar algumas peças. 

    Caso você não seja da cidade, mais uma vez, fique atenta ao Instagram. Lá você acompanha tudo e já vai direto ao site para finalizar a sua compra. 

    Detalhe: O I need Brechó envia para todo o país e as caixinhas são uma graça! Chega tudo muito bem embalado e com direito a cartinha! 

    Quer saber de brechó fora da região sul/sudeste do país? Então se liga na próxima dica!

    Retroagir – @brechoretroagir

    Retroagir brechó

    Esse brechó está numa região diferente do país. Ufa, ainda bem que nem tudo se resume a São Paulo, né? Com sua sede no Ceará, o Retroagir é um brechó online que, segundo eles mesmos, foi “feito para transitar entre os anos 50 e 90”. 

    O brechó em si nasceu de uma necessidade, mas hoje é uma iniciativa que está super empenhada na busca pelo consumo consciente e reciclagem, não só do material, mas também de toooda a história que uma peça pode carregar. Além disso, o brechó também procura valorizar o mercado local. Toda a curadoria e higienização das peças são feitas manualmente e com muito cuidado para potencializar o que a peça tem de melhor. 

    Seu diferencial é o trabalho não só com os garimpos, mas também com uma pequena confecção própria e com o Upcycling. Para quem não sabe, Upcyling é um conceito que consiste em produzir peças novas com atributos/materiais de outras coisas que seriam descartadas, ou seja, é dar uma nova forma de reuso a aquilo que não havia mais utilidade.

    É importante frisar que este processo é totalmente diferente da customização, pois nela nós apenas atribuímos novas informações a peça que já existe, enquanto no Upcyling é necessário haver todo um estudo de modelagem para desmontar a peças e compreender suas novas possibilidades. 

    Com toda essa história vocês devem ter percebido que esse brechó online é completamente engajado, certo? Além desse benefício, ele conta com editoriais de moda muito bem produzidos e divulgados na própria página do Instagram deles! As fotos são delicadas e com uma luz super clarinha que nos ajuda a enxergar a peça como ela é. 

    Essa questão da foto é muito importante para qualquer brechó online, pois como não é possível tocar na peça e ter a experiência de experimentar pessoalmente, uma boa foto nos ajuda a ter a noção necessária para finalizar a compra. 

    É um brechó mega transparente, afinal, prezam pelo consumo consciente. No Instagram é possível conferir nos destaques os processos de produção das peças, limpeza e garimpos. Lá você também encontra dicas para fazer suas roupas durarem mais tempo (isso é ótimo, pois evita ter que comprar o tempo todo) e também as dúvidas gerais. 

    Coloquei ele na lista, pois as peças são uma graça – mesmo não fazendo muito o meu estilo pessoal, confesso que elas têm um grande potencial -, as fotos são divinas – sou super fã de fotos bem produzidas, realmente reparo nessas coisas – e justamente por ser de uma região mais afastada da que eu moro. Pode parecer bobo, mas tenho a impressão que as pessoas se concentram muito nos grandes centros urbanos como São Paulo e esquecem que tem pessoas formadas e super bem capacitadas fazendo coisas incríveis em outros estados também! 

    Comprar em brechó não se trata apenas de meio ambiente, mas também de mover a economia em diversos ambientes, sendo o nosso ou não. E é nesse ponto que os brechós online nos ajudam, pois claramente não é possível ficar viajando o tempo todo para garimpar por aí, mas investindo num frete nós garantimos peças incríveis, de outros lugares e ainda apoiamos pequenos empreendedores de outras regiões!  

    Reuse brechó – @reusebrecho

    Reuse Brechó

    Tenho que admitir que esse é um dos meus brechós favoritos, o que mais me identifico, sério! O Reuse é um brechó online com curadoria de Moda, mas também é um projeto que incentiva e acredita num consumo mais consciente de produtos de Moda. Ele tem sua sede em Pelotas, no Rio Grande do Sul. 

    Lá as meninas trabalham com peças garimpadas pelo mundo, mas principalmente com a venda em consignação, tudo com o objetivo de aumentar a vida útil das roupas que estão paradas no armário das mulheres. 

    As peças garimpadas são “reusos” – como elas falam –  de países como Estados Unidos, Argentina, França, Itália… enfim, todos os países que são forte nessa questão do consumo de roupas de segunda mão. Além da consignação e desses garimpos, muitas vezes elas customizam as peças para deixá-las ainda mais exclusivas. 

    Entre as peças há muito jeans – seja calças ou jaquetas -, jaquetas corta vento, macacões, vestidos, casacos e parkas, camisas e tudo que é peça vintage ou descolada que você possa imaginar! O brechó também conta com T-shirts super estilosas trazidas da gringa e acessórios como bolsas, cintos e óculos. 

    Gosto bastante dele por conta do jeans, sou apaixonada por jaquetas jeans oversized e MOM jeans das décadas passadas. Lá você encontra todas as opções possíveis e ainda conta com boas referências para se vestir! 

    Assim como o Go Girl, o Reuse brechó trabalha bastante a questão do styling. As donas sempre trazem ótimas referências para a montagem dos looks e sabem combinar bem as peças garimpadas. Tudo para garantir a mesma essência e linguagem visual. 

    Aliás, falando em linguagem visual, o Instagram delas é super organizado e conta com fotos muito bem fotografadas e editadas que transparecem exatamente qual é a pegada das roupas, o lifestyle de quem usa aquelas peças. Já sabem, sigam o perfil no Instagram para namorar os garimpos e acompanhar as viagens que elas fazem pelo mundo. 

    Estar de olho nisso é interessante, não só para ver as roupas, mas também para viajar junto com elas! Afinal, elas compartilham um pouco dos roteiros e dão dicas super interessantes para quem está indo para o mesmo destino! 

    Em relação às entregas, o Reuse funciona só via Correios mesmo, mas saiba que às vezes as donas participam de feiras e eventos para expor uma seleção específica de peças. Então, se você é de Pelotas e região, fique atenta a agenda! Pode ser que dê a sorte de rolar uma exposição delas em determinado evento, e você ver as peças pessoalmente e até experimentar! 

    Ps: Não sei muito bem como funciona a venda por consignação, mas nada que mandar uma mensagem via direct no Instagram não ajude. Caso você tenha interesse em enviar suas peças, entre em contato com elas! Esses brechó online costumam ser mega pacientes e receptivos 🙂 

    Você está curtindo essas dica? Então fica mais um pouquinho aí, pois ainda temos mais três lugares nesta lista de brechós online para você acompanhar, e quem sabe até mesmo comprar, ainda hoje! 

    Ô Bem Amado – @obem.amado

    ô bem amado brechó

    Esse brechó online posso garantir que é um amorzinho, e não é só no nome. Localizado em Curitiba, Ô Bem Amado é um brechó com acervo compacto que trabalha peças hiper selecionadas e de alta qualidade. Normalmente as peças são vintage e extremamente autênticas.  

    Segundo as próprias donas, o objetivo dele é aguçar os sentidos, para não vender apenas roupas, mas também ideias, conceitos e histórias. A intenção é garantir praticidade e certa rapidez com um consumo consciente. O trabalho delas é único e feito com muito amor. 

    Garanto que o trabalho delas é impecável. Super investem em fotografia e peças realmente diferenciadas. O legal das fotos é a sensação de aconchego que dá antes mesmo de olhar a peça em si. Sempre com uma luz clarinha, poses e situações simples que mostram pra gente a beleza das pequenas produções. 

    O acervo conta com muitos blazers, camisas, moletons e suéters super vintage. Também conta com peças jeans como jaquetas, shorts, saias e calças, mas vira e mexe aparece algum acessório também. 

    Uma das coisas que acho legal e me chama atenção é a flexibilidade das peças em relação ao gênero. Odeio essa coisa de roupa de mulher e roupa para homem, pra mim roupa é roupa e se tem potencial para montar bons looks é o que importa! No Ô Bem Amado é legal, pois as donas buscam roupas que acabam se adequando a ambos os corpos. Sempre com peças de modelagens amplas e tamanhos que variam bastante. Fora os looks que elas mesmas montam que nitidamente funcionam bem tanto em mulheres, quanto em homens. 

    Em relação aos valores, acho super acessíveis. Os blazers agora que estão em promoção estão numa média de R$109, as jaquetas jeans normalmente entre R$100 e R$149. Já as blusinhas e camisas variam bastante, pois quando entram em promoção pode chegar a R$19. Enfim, é preciso acompanhar para ver os preços. 

    Obs: Falo isso, pois os preços de QUALQUER brechó variam bastante. Isso ocorre, pois os donos precificam de acordo com o valor que eles mesmos compraram a peça. Aí você soma isso ao serviço de lavagem, passadoria e às vezes conserto e/ou customização, o valor vai aumentando. 

    Pelo Instagram deles é possível acompanhar tudo também. Desde novidades, até promoções e de quebra ainda pegar boas referências para arrasar nos looks do dia a dia. Quem não adora fazer uma pastinha cheia de inspirações, não é mesmo? 

    Esse brechó também funciona 100% online, mas, se não me engano, às vezes as donas participam de feiras e eventos para expor suas peças. Fiquem de olho nas atualizações e aproveitem as oportunidades. Afinal, nada melhor do que pegar a peça para de fato aguçar os sentidos. 

    Boutique São Paulo – @boutiquesaopaulo 

    boutique são paulo brechó

    Esse brechó online existe desde 2015 e está localizado em São Paulo, na capital mesmo. No geral ele é uma iniciativa de comércio de vestuário que trabalha com produtos novos e usados. O objetivo principal dele é garantir que a vida útil das peças previamente descartadas seja prolongada. 

    A curadoria deles é cuidadosamente selecionada, pois buscam garimpos de qualidade que possuem histórias diferentes. Então vocês já imaginam que todo o trabalho de curadoria, higienização, embalagem e envio são feitos com muita atenção, certo? 

    Assim como a maioria dos brechós já listados aqui nessa postagem, A Boutique São Paulo foi criada para colaborar na mudança da percepção dos produtos de segunda mão, tudo isso para tentar diminuir o consumo excessivo pelas grandes lojas do setor de vestuário. Eles acreditam na possibilidade de desacelerar certos processos, e no poder do investimento em produtos de qualidade que podem continuar no armário de alguém por muito tempo.

    As peças que esse brechó oferece transitam bastante no meio vintage. Há muitas calças e bermudas no estilo alfaiataria, um diferencial, já que muitos brechós trabalham com jeans. No site você encontra inúmeras calças de cintura alta que parecem ter vindo de Paris, uma mais linda que a outra! Lá você também encontra saias e blazers, blusas de malha e alguns acessórios. 

    O legal do site é que a maioria das peças são fotografadas no corpo. Sabemos que isso facilita muito na hora da compra de uma peça mais estruturada como a de alfaiataria, pois é possível entender o caimento no corpo. Falando em fotografia, o Instagram deles também libera várias imagens bem interessantes, seja da peça no corpo ou em alguma plataforma expositiva. No geral parece que tiraram tudo do Pinterest – quem não ama? – e colocaram lá, mas na real é tudo peça do brechó mesmo. 

    Os preços também não são salgados para a qualidade e estilo que oferecem. As calças variam entre R$90 e R$110. Já as saias entre R$70 e R$130, mas as vezes você pode dar a sorte de encontrar uma com um valor mais baixo. Os blazers também se encontram em valores acessíveis, em torno dos R$130 mais ou menos. 

    Ps: Apesar de ter sua sede em São Paulo, eles também enviam para todo o país! 

    CANSEI VENDI – @cansei_vendi

    Cansei Vendi

    O @cansei_vendi é um brechó de luxo online que tem sua sede em São Paulo e funciona desde 2016. Uma plataforma de venda e compra online que oferece diversos produtos das maiores marcas de luxo do mundo, são mais de 150 marcas e 2.500 peças organizadas em moda feminina, masculina, infantil, vintage e home e decor. 

    O brechó surgiu com o objetivo de proporcionar uma experiência única de compra, diversificar e ampliar o portfólio da moda de luxo, além de tornar o consumo mais consciente e sustentável e hoje é uma das maiores referências do mercado de luxo de seminovos no Brasil.

    O acervo é atualizado frequentemente e possui uma curadoria especializada para a venda somente de produtos autênticos e em bom estado de conservação. O @cansei_vendi se preocupa com a autenticidade de todas as suas peças, cada item é avaliada pela equipe interna e pela empresa americana Real Authentication, reconhecida mundialmente por autenticar artigos de luxo.

    Tudo começou quando a paulistana Leilane Sabatini viu no seu closet uma oportunidade de vender os seus artigos de luxo pouco usados, criando um perfil no Instagram para divulgá-los. No início, ela não tinha qualquer pretensão de montar um negócio, a venda era feita para familiares e amigos. Porém, a procura pelas peças começaram a aumentar exponencialmente. A venda consignada dos produtos começou a tomar forma e ela criou uma plataforma online para facilitar o negócio.

    Essa questão dos valores é algo muito discutido ainda para quem está chegando agora no mundo dos brechós. Algumas pessoas ainda acham um absurdo pagar por roupa usada, outras já entenderam a importância e o valor que existe em vestir essas roupas.

    Enfim, o que posso dizer em relação a isso é, todo o brechó é um pequeno negócio, e com ele as donas buscam desacelerar processos que existem no mundo da Moda. Processos estes que impactam o meio ambiente e a vida de milhões de pessoas que possuem trabalhos análogos à escravidão – sim, isso existe em pleno século 21. É muito mais que vender roupa de segunda mão, é um trabalho que gera impacto nos hábitos de consumo. Além do mais, sendo um negócio, os brechós possuem custos, muitas vezes funcionários, então é importante começar a visualizar os brechós online como marcas, onde cada um tem sua essência e particularidade a oferecer. 

    Quer fazer parte dessa conscientização e colaborar para uma Moda muito mais responsável? Acompanhe os brechós, siga essas dicas e aproveite os garimpos de cada um. Como disse no início do texto, todos são exclusivos, pois é impossível todos venderem as mesmas peças!

    Curtiu? Me conta a sua experiência com compras em brechó e aproveite para indicar o seu favorito!

    Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje vou trazer um assunto muito discutido nos últimos...

  • estudar moda
    Gabi Freitas | agosto 7, 2019

    Estudar Moda: Conheça as [Faculdades no Exterior] 🌏

    A indústria da Moda com toda a certeza é um dos setores que mais está em alta nos dias de hoje e dificilmente enfrenta alguma crise. Afinal de contas, as pessoas estão sempre comprando novas roupas e de olho nas tendências. Porém, para entrar nesse mercado é preciso fazer algum curso ou estudar moda. Com base nisso, você já pensou em fazer uma faculdade de Moda na Europa ou no exterior

    Ao ter uma graduação, fazer parte da diversidade de atividades econômicas que envolvem a Moda e que movimentam bilhões de dólares ao longo do mundo todo, é muito mais fácil. As oportunidades, nesse caso, só aumentam. Em vista disso, você realmente não pode deixar de fazer algum curso de Moda, independente de onde seja. 

    É claro que optar por estudar moda em alguma faculdade na Europa é algo que vai agregar ainda mais para o seu currículo, isso porque as principais capitais da moda são cidades européias e muitas lojas de renome se encontram no continente europeu. Além disso, você conseguirá assistir a desfiles de importantes estilistas também, outra coisa que só vai contribuir ainda mais com a sua formação. 

    De forma resumida, fazer uma faculdade de Moda por lá é algo que só tem a beneficiar, a curto, médio e longo prazo a sua carreira. Então, o que está esperando para saber quais são as principais faculdades de moda na Europa e no exterior? Veja ao longo deste conteúdo. 

    Faculdade de Moda na Europa e no exterior

    Confira a seguir quais são as faculdades de Moda mais conhecidas no exterior e os cursos que cada uma delas oferece. Depois de vê-las, você deve analisar com calma as grades curriculares de todas elas, para que assim seja possível escolher aquela que melhor atende os seus objetivos. 

    Royal College of Art – Inglaterra (Londres)

    estudar moda Royal College of art
    Fonte da imagem: https://www.standard.co.uk/go/london/arts/london-universities-best-in-world-for-art-a4076656.html

    Os cursos oferecidos são: Textiles e Fashion Menswear/Womenswear.

    Famosos que estudaram lá: Zandra Rhodes, Ossie Clark, Christopher Bailey, Erdem Moralioglu e Philip Treacy. 

    Parsons, The News School for Design – Estados Unidos (Nova Iorque) 

    estudar moda parsons the new school for design
    Fonte da imagem: https://sydney-au-sa.terradotta.com/index.cfm?FuseAction=Programs.ViewProgramAngular&id=10352

    Os cursos oferecidos são: Design and Society (MFA) e Design. 

    Famosos que estudaram lá: Isaac Mizrahi, Marc Jacobs, Donna Karan, Norman Norell, Adrian e Claire McCardell. 

    Central Saint Martins – Inglaterra (Londres)

    estudar moda central saint martins
    Fonte: https://www.lvmh.com/news-documents/news/lvmh-and-central-st-martins-strengthen-their-partnership/

    Os cursos oferecidos são: Print; Design: Menswear/Womenswear, Marketing e Knitwear; Graduate Diploma in Fashion, entre outros. 

    Famosos que estudaram lá: Christopher Kane, Phoebe Philo, Alexander McQueen, John Galliano e Stella McCartney. 

    Istituto Maringoni – Itália, Milão, Paris e Londres

    estudar moda instituto Maringoni
    Fonte: https://www.revistalofficiel.com.br/moda/quer-estudar-moda-no-exterior-o-sonho-esta-mais-proximo-de-ser-realizado

    Os cursos oferecidos são: Branding; Textile Design e Design, Business and 

    Promotion. 

    Famoso que estudaram lá: Franco Moschino e Domenico Dolce. 

    Kingston University – Inglaterra (Londres)

    estudar moda kingston university
    Fonte: https://www.kingston.ac.uk/aboutkingstonuniversity/location/

    Os cursos oferecidos são: Fashion and the Creative Economy e Fashion. 

    Famosos que estudaram lá: Glenda Bailey, Helen Storey, John Richmond e Caryn Franklin. 

    Fashion Institute of Technology (FIT) – Estados Unidos (Nova Iorque)

    estudar moda fashion institute of technology
    Fonte: http://anitabemcriada.com/2017/01/17/o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-f-i-t-fashion-institute-of-technology/

    O curso oferecido é: Fashion – Design, Marketing and Business. 

    Famoso que estudaram lá: Michael Kors, Calvin Klein, Carolina Herrera, Nina Garcia, Francisco Costa e Reem Acra. 

    Ecole de La Chambre Syndicale – França (Paris)

    estudar moda chambre syndicale
    Fonte: http://wardrobetrendsfashion.com/ecole-de-la-chambre-syndicale/

    O curso oferecido é: Fashion Design

    Famosos que estudaram lá: Nicole Miller, Yves Saint Laurent, Valentino, Issey Miyake e André Courreges. 

    La Cambre – Bélgica (Bruxelas)

    estudar moda la cambre
    Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/La_Cambre_Abbey

    Os cursos oferecidos são: Styling e Fashion Design. 

    Famosos que estudaram lá: Cathy Pill, Olivier Theyskens, Anthony Vaccarello e Cédric Charlier. 

    Antwerp Royal Academy of Fine Arts – Bélgica (Antuérpia)

    estudar moda antwerp academy
    Fonte: https://antwerpart.be/venues/artspaces/royal-academy-of-fine-arts-antwerp

    Os cursos oferecidos são: Fashion Merchandising Management; Accessories Design; Fabric Styling e Fashion Design. 

    Famosos que estudaram lá: Dirk Van Saene, Walter Van Beirendonck, Dries Van Noten e Ann Demeulemeester. 

    Além de todas essas instituições de ensino, existem várias outras no exterior que você pode escolher para fazer um curso de Moda. As que foram mencionadas são apenas as principais, mas a decisão final é sua. Portanto, não deixe de pesquisar para saber qual é a melhor para o seu caso em específico. 

    O que importa é estudar moda em uma faculdade de na Europa ou no exterior a fim de conseguir abrir muitas oportunidades para a sua carreira. Outra opção além da faculdade é fazer cursos de curta duração nessa área. No exterior também há algumas opções diferentes para fazer. Veja logo abaixo mais informações sobre isso. 

    Cursos na área da Moda

    Confira a seguir alguns cursos de Moda de baixa duração no exterior. Depois, assim como no caso da faculdade, analise as disciplinas oferecidas por cada um para escolher o melhor. 

    Istituto Marangoni: Basics of Fashion Design – Paris, Milão ou Londres

    estudar moda instituto morangoni
    Fonte: https://www.istitutomarangoni.com/pt-br/news-event/miami-school-of-fashion/

    Esse é um curso que dura três semanas e que oferece, principalmente, uma introdução geral aos princípios do Design de Moda. Na primeira semana, os alunos aprendem quais são os princípios para o desenvolvimento de uma coleção, já na segunda eles já são capazes de criar seus próprios looks por meio de uma análise de tendências. Na última semana, por sua vez, os alunos criam suas próprias coleções. 

    Scuola del Cuoio – Florença

    estudar moda scuola del cuoio
    Fonte: http://maitriglobaleducation.com/institutes/design-and-fashion/scuola-del-cuoio/photo-gallery/

    Tradicional escola de couro, os cursos de curta duração nesse caso são muito especializados e o mestre-artesão e o aprendiz estão sempre lado a lado durante a realização das atividades.

    Central Saint Martins: Summer Study Abroad – Fashion Design – Londres

    estudar moda central saint martins
    Fonte: https://www.lvmh.com/news-documents/news/lvmh-and-central-st-martins-strengthen-their-partnership/

    O interessante deste curso é que o aluno precisa usar a cidade de Londres, as pessoas e as ruas como um ponto de partida para começar uma ampla pesquisa. Praticamente todas as aulas são ministradas através de visitas a lojas especializadas, galerias, projetos e sessões de estúdio. 

    Parsons, The New School for Design: Summer Intensive Studies New York – Nova Iorque

    estudar moda parsons
    Fonte: https://www.newschool.edu/parsons/housing-dining/

    Já esse curso dura quatro semanas e é destinado para aquelas pessoas que desejam aumentar os conhecimentos de design e arte em um ambiente muito estimulante, artisticamente falando, mas ao mesmo tempo bastante rigoroso. 

    Ecole de La Chambre Syndicale de La Couture Parisienne: From Drawing to Garment Creation – Paris

    estudar moda chambre syndicale
    Fonte: https://fashionunited.com/education/news/these-are-the-top-10-fashion-schools-in-france/2018051621221

    Por fim, mas não menos importante, essa escola, no geral, oferece vários cursos de curta duração na área de Moda, alguns deles são: Fashion drawing for beginners; Garment making techniques – Couture suit jacket; From drawing to garment creation e Draping for Beginners/Advanced level. 

    Como foi possível notar, existem muitas opções de cursos e de faculdades de Moda para fazer no exterior. O que você precisa é analisar com calma cada uma delas com o objetivo de escolher aquela que mais corresponde aos seus objetivos. Não se esqueça de que esse é um processo muito importante, certo? O que está esperando então para escolher a melhor faculdade para estudar Moda na Europa ou no exterior? 

    A indústria da Moda com toda a certeza é um dos setores que mais está...

  • Faculdade de Moda
    Gabi Freitas | agosto 1, 2019

    Faculdade de Moda no Brasil 🇧🇷

    Está pensando em fazer uma faculdade de Moda e por isso quer saber quais são as melhores instituições de ensino para isso? Então você está no lugar certo. Isso porque ao longo deste conteúdo, além de outras informações importantes sobre o assunto, será possível ver quais são as faculdades de Moda que existem ao longo do Brasil. 

    Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o curso de Moda é muito abrangente e é fundamental para que uma pessoa consiga um emprego nesse setor. Para se ter uma ideia, grande parte dos cursos oferece disciplinas voltadas tanto para as partes artística e cultural quanto para a parte empreendedora. 

    Isso porque além do desenho e da produção de roupas e acessórios, uma pessoa que se forma em Moda também pode atuar nas áreas de vitrinismo, figurino, análise de tendências, estamparia, teatro e TV, entre diversas outras opções. 

    Resumidamente, então, fazer um curso de Moda é muito importante para conseguir entrar nessa área e ter sucesso. Afinal de contas, conhecimento é sempre importante, lembre-se disso. Para ajudar, há várias instituições financeiras no Brasil que oferecem esses cursos, para todos os tipos de gostos e bolsos. Veja ao longo do conteúdo mais informações sobre elas.

    Curso de Moda

    Antes de começar a procurar uma faculdade de Moda, você precisa saber que o curso em si pode ter vários nomes diferentes como, por exemplo: Têxtil e Moda, Negócios de Moda, Moda e Design, Moda, Design e Estilismo, Moda, e Design de Moda. Dentre todos os que foram citados, Design de Moda é o mais comum. 

    Outra coisa importante é que a maior quantidade de cursos nessa área está localizada na região Sudeste do país. A maioria deles é oferecida na forma presencial. 

    Faculdade de Moda

    Confira a seguir algumas instituições de ensino ao longo do país que oferecem o curso de moda. 

    Sul

    Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) – Paraná;

    Faculdade de Moda, Universidade Norte do Paraná

    Faculdade Senac Porto Alegre – FSPOA (SENAC/RS) – Rio Grande do Sul;

    Faculdade de Moda, Senac RS

    Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) – Santa Catarina;

    Faculdade de Moda Universidade do Estado Santa Catarina

    Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) – Paraná;

    Faculdade de Moda Pontificia Universidade Católica do Paraná

    Universidade Feevale (FEEVALE) – Rio Grande do Sul;

    Faculdade de Moda Universidade Feevale

    Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Paraná.

    faculdade de moda universidade tecnológica do paraná

    Sudeste

    Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – Rio de Janeiro e São Paulo;

    Faculdade de Moda Anhanguera

    Universidade de Franca (UNIFRAN) – São Paulo;

    Faculdade de Moda Unifran

    Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF) – Minas Gerais;

    Faculdade de Moda Centro de Ensino Superior Juiz de Fora

    Universidade Anhembi Morumbi (UAM) – São Paulo;

    Faculdade de Moda Anhembi Morumbi

    Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro;

    Faculdade de Moda Universidade Federal Rio de Janeiro

    Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH) – Minas Gerais;

    Faculdade de Moda Centro Universitário de BH

    Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo;

    Faculdade de Moda USP

    Faculdades Integradas Espírito Santenses (FAESA) – Espírito Santo;

    Faculdade de Moda FAESA

    Faculdade Santa Marcelina (FASM) – São Paulo.

    Faculdade de Moda Santa Marcelina

    Centro Oeste

    Universidade Estadual de Goiás (UEG) – Goiás;

    Faculdade de Moda  Universidade Estadual de Goiás

    Centro Universitário Euro-Americano (UNIEURO) – Distrito Federal;

    Faculdade de Moda Centro Universitário Euroamericano

    Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – Mato Grosso do Sul;

    Faculdade de Moda Anhanguera

    Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC GOIÁS) – Goiás;

    Faculdade de Moda Universidade Católica de Goiás

    Universidade de Cuiabá (UNIC/PITÁGORAS) – Mato Grosso.

    Faculdade de Moda Universidade de Cuiabá

    Norte

    Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Pará;

    Faculdade de Moda Estácio

    Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas (CIESA) – Amazonas;

    Faculdade de Moda CIESA

    Universidade da Amazônia (UNAMA) – Pará.

    Faculdade de Moda UNAMA

    Nordeste

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) – Piauí;

    Faculdade de Moda IFPI

    Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR) – Bahia;

    Faculdade de Moda FAINOR

    Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Ceará;

    Faculdade de Moda Estácio

    Centro Universitário do Vale do Ipojuca (UNIVIP) – Pernambuco;

    Faculdade de Moda Faculdade do Vale do Ipojuca

    Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) – Paraíba;

    Faculdade de Moda UNIPE

    Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – Pernambuco;

    Faculdade de Moda FBV

    Universidade Federal do Ceará (UFC) – Ceará;

    Faculdade de Moda UFC

    Universidade Tiradentes (UNIT) – Sergipe.

    Faculdade de Moda UNIT

    Tipos de cursos

    Praticamente, existem dois tipos de cursos de Moda que são oferecidos no Brasil: tecnólogo e bacharelado. No caso dos tecnólogos, os cursos são mais voltados para o mercado de trabalho e, por conta disso, possuem uma grande quantidade de disciplinas práticas e oficinas. Outra coisa importante é o tempo de duração, que em média varia de dois a três anos. 

    Vale lembrar que um diploma de tecnólogo também é de nível superior, certo? Por sua vez, os cursos de bacharelado geralmente são oferecidos mais pelas instituições públicas de ensino e possuem uma grade curricular mais abrangente. O tempo de formação, no geral, é mais longo – cerca de quatro anos. Além disso, as disciplinas são mais teóricas, ao contrário do que acontece nos cursos de tecnólogo. 

    Faculdade à distância

    Faculdade de Moda a Distância

    Sim, é possível fazer um curso de Moda à distância. Contudo, há apenas uma faculdade que oferece essa possibilidade e que é credenciada pelo Ministério da Educação, o Centro Universitário de Maringá (Unicesumar). Existem polos de apoio dessa universidade em diferentes estados, portanto não precisa se preocupar. 

    O importante mesmo é saber que o curso dura ao todo dois anos e é tecnológo, não bacharelado. 

    Quanto custa uma faculdade de Moda

    Em relação a esse assunto, é importante destacar desde já que nas faculdades públicas, estaduais e federais não é necessário pagar para fazer um curso de moda. No entanto, as pessoas interessadas devem fazer um vestibular que é bastante concorrido ou usar a nota do ENEM para conseguir entrar na instituição. 

    Já nas faculdades privadas, o valor mensal médio dos cursos de Moda é de R$ 700, mas ele pode variar para até mais de R$ 2.000, dependendo da instituição. Portanto, não é algo tão barato. De qualquer forma, não se esqueça de que o Governo Federal disponibiliza alguns programas importantes para que seja possível conseguir bolsas de estudos nas faculdades pagas, é só analisar quais são os pré-requisitos para tentar. 

    Como deu para você notar, existem diversas instituições ao longo do Brasil que oferecem um curso de Moda, seja ele no nível de tecnólogo ou de bacharelado. Sendo assim, o que você precisa fazer é sentar e analisar as suas principais opções para ver qual exatamente atende aos seus objetivos. 

    Leve sempre em consideração que a escolha da faculdade de Moda ideal para o seu caso deve ser feita com calma. Se for optar por uma pública, lembre-se de que vai precisar estudar bastante para conseguir entrar, certo? De resto, depois é só aproveitar da melhor forma possível o seu curso e aprender bastante. 

    E se você tem interesse em cursar moda no exterior, nós temos um texto para te ajudar muito! Com algumas dicas das melhores faculdades lá de fora! Vem dar uma olhadinha! 

    Está pensando em fazer uma faculdade de Moda e por isso quer saber quais são...

  • curso de moda, curso de moda no exterior, universidades de moda, moda no exterior
    Gabi Freitas | julho 25, 2019

    Curso de [Moda no Exterior] 🌏

    Apesar da variedade de cursos de Moda que o Brasil oferece, muitas pessoas desejam fazer algum no exterior, muitas vezes pelo fato da instituição de ensino ser bastante conhecida e renomada. Os preços, é claro, acabam sendo mais altos, contudo a longo prazo pode valer muito a pena. Fazer curso de moda na Europa, por exemplo, é um excelente diferencial na hora de conseguir um trabalho na área. 

    Apenas o fato de estudar moda a nível de bacharelado ou tecnólogo já faz diferença. Fazer isso em instituições do exterior e renomadas, então, significa sair na frente de muitas pessoas. Nunca se esqueça de que a área da Moda é muito abrangente. Ou seja, um profissional formado não é responsável somente por desenhar e produzir roupas e acessórios. 

    Na verdade, essa é apenas uma das opções de quem possui formação em Moda. Estudar Moda significa, acima de tudo, aprender desde a criação até a venda. Além disso, existe a possibilidade de se especializar em algum setor em específico também como, por exemplo, vitrinismo. 

    Independente se houver ou não uma especialização, um profissional de Moda trabalha em torno de cinco elementos básicos: harmonia, caimento, silhueta, texturas e cores. O restante vai variar muito dependendo da grade curricular de cada curso. 

    curso de moda, moda no exterior

    Com base em tudo isso, quais são os principais cursos de Moda na Europa e no exterior? Descubra ao longo do artigo. 

    Profissões ligadas à Moda

    Já foi falado a respeito da abrangência do mercado de trabalho relacionado à área de Moda. Contudo, para que seja possível entender isso de fato, confira abaixo alguns dos inúmeros caminhos profissionais da Moda:

    • Modelista: responsável por criar a ideia e a forma de como desenvolver a peça;
    • Estilista: além de criar as peças, também pensa em todo o conceito por trás delas, para que assim seja possível formar uma coleção coerente;
    • Costureira: o profissional que executa, ou seja, que coloca em prática os projetos desenvolvidos pela modelista e pela estilista;
    • Consultora de imagem: responsável por orientar, cuidar e ajudar a melhorar o visual – no que se refere às roupas – dos seus clientes;
    • Personal stylist: um pouco parecida com a consultora de imagem, a personal stylist ajuda os clientes a comprarem novas peças de roupas e, por consequência, a se vestirem melhor;
    • Vitrinista: profissional que cuida da aparência e do conceito das vitrines das lojas, sempre valorizando as melhores peças de uma determinada coleção;
    • Modelo: pode ser de ensaios publicitários, de ensaios fotográficos, de passarelas, entre outras opções;
    • Compradora de varejo: essa é uma profissão que requer que a pessoa faça muitas pesquisas e tenha contatos, já que é necessário escolher os fornecedores e quais produtos serão vendidos na loja;
    • Desenvolvedora de produtos: profissional responsável por desenvolver o produto, além de colocá-lo no mercado.

    Conseguiu perceber como o setor de Moda é muito complexo e abrangente? Mesmo que você não goste muito de desenhar, mas ainda assim gosta de outras áreas da Moda, fique sabendo que é sim possível investir em um curso e entrar o quanto antes nesse mercado de trabalho que é tão promissor. 

    Capitais mundiais da Moda

    Quer saber mais um motivo para fazer um curso de Moda na Europa ou no exterior? É simples: as capitais mundiais da Moda são Nova York, Londres, Milão e Paris, ou seja, nenhuma cidade brasileira. Sendo assim, quer algo melhor para a sua carreira do que fazer um curso em alguma dessas capitais? Com certeza não tem. 

    Para se ter uma ideia, essas capitais da Moda possuem uma influência internacional muito grande quando o assunto é lançar tendências e estilos. Além disso, é nesses locais também que se concentram a maioria dos negócios e empresas do setor. Então, quem sabe você não faz um curso e não consegue uma oportunidade por lá mesmo? 

    Outras cidades que também são referências em Moda são: Los Angeles, Tóquio, Barcelona, Berlim, Roma, Seoul e São Paulo. 

    Curso de Moda na Europa e no exterior

    Ao fazer uma pesquisa sobre quais são os cursos de Moda na Europa e no exterior, você vai encontrar várias opções. É claro que algumas são melhores, enquanto outras não são tão recomendadas. Por isso é fundamental saber escolher corretamente.

    curso de moda no exterior

    No geral, é possível se deparar com cerca de 400 instituições de ensino estrangeiras que oferecem graduações de moda, 90 que oferecem pós graduação na área e em torno de 70 que oferecem cursos vocacionais de Moda. 

    A melhor faculdade com toda a certeza é a Universidade das Artes de Londres (University of the Arts London), ou UAL, de acordo com a lista mais recente do Business of Fashion (BoF). 

    O Reino Unido, no geral, oferece ótimas opções de formações acadêmicas na área como, por exemplo, a Middlesex University, com cursos de Comunicação da Moda e Estilo, Design da Moda e Bacharelado de Arte em Moda.

    Outras universidades no exterior que oferecem graduações de Moda:

    University of Hertfordshire, Reino Unido;

    faculdade de moda no exterior, University of Hertfordshire, Reino Unido

    University of Westminster, Reino Unido;

    Faculdade de moda, curso de moda, University of Westminster, Reino Unido

    University of Lincoln, Reino Unido;

    Curso de moda no exterior, faculdade de moda no exterior, University of Lincoln, Reino Unido

    Ohio University, Estados Unidos;

    Faculdade de moda no exterior, curso de moda no exterior, curso de moda, Ohio University, Estados Unidos

    Columbia College Chicago, Estados Unidos;

    Curso de moda no exterior, faculdade de moda no exterior, faculdade no exterior, Columbia College Chicago, Estados Unidos

    Otago Polytechnic, Nova Zelândia;

    Curso de moda, curso de moda no exterior, Otago Polytechnic, Nova Zelândia

    Centennial College, Canadá;

    curso de moda no exterior Centennial College Canadá

    The Hong Kong Polytechnic University, Hong Kong;

    Curso de moda

    Saxion University of Applied Sciences, Holanda;

    Curso de moda, faculdade de moda no exterior

    University of Technology Sydney, Austrália;

    curso de moda no exterior university sydney

    Humber College, Canadá.

    Curso de moda, curso de moda no exterior, faculdade de moda, faculdade de moda no exterior

    Uma das vantagens de estudar Moda no exterior, que ainda não foi mencionada, é a possibilidade de ter um contato direto com profissionais internacionais e com as principais tendências e estilos, ainda mais se você escolher um curso que seja necessário fazer um estágio. 

    Se for para países como Itália ou Inglaterra para estudar, as chances de conseguir assistir a desfiles de famosos estilistas realmente são grandes. Além disso, estará sempre por perto de lojas renomadas, como: Armani, Dior, Gucci, Louis Vuitton, Valentino, Chanel, Dolce and Gabbana, Prada, entre outras. 

    Vale ressaltar que os cursos de Moda na Europa e no exterior possuem diferentes grades curriculares. Dessa forma, o que você deve fazer é escolher as suas principais instituições e analisar cada uma delas para ver qual curso mais atende os seus objetivos. O que está esperando então? Comece a pesquisa agora mesmo!

    Confira também os nossos blogs sobre Moda e Tendências!!

    Apesar da variedade de cursos de Moda que o Brasil oferece, muitas pessoas desejam fazer...

  • seguro viagem internacional passeio
    Gabi Freitas | março 15, 2019

    Qual plano de Seguro Viagem Internacional é melhor para sua viagem?

    Pode levar semanas para organizar uma grande viagem internacional: os hotéis, os passeios, os trens, os vôos. Obter cotações para seguro de viagem é muito mais fácil – leva apenas 15 segundos! Mas quando é hora de selecionar um plano, muitas pessoas congelam.

    Quanto seguro você realmente precisa? Quais benefícios são importantes e quais são bons de se ter? Está certo escolher o seguro de viagem mais barato disponível, ou você vai se arrepender na estrada?

    Não há uma solução única que seja ideal para todos os viajantes. Aqui está uma rápida lista de dicas para ajudá-lo a descobrir o melhor plano de seguro de viagem internacional para o seu destino, suas necessidades e seu orçamento. Examinaremos diferentes tipos de viagens e daremos dicas sobre como encontrar o seguro certo para combinar. Para ver as possibilidades para si mesmo, comece por obter uma cotação para a sua próxima viagem.

    Qual plano de seguro de viagem internacional é melhor para um cruzeiro?

    seguro viagem internacional passaporte

    Cruzeiros parecem o tipo mais simples de viagem internacional. Tudo o que você precisa está ali no navio e quase tudo já está pago. Mas os cruzeiros apresentam alguns desafios únicos quando você está comprando um seguro de viagem. O melhor seguro de viagem para um cruzeiro terá:

    Benefícios sólidos de cancelamento de viagem . As linhas de cruzeiro têm políticas rígidas de reembolso, porque contam com o abastecimento de cabines antes que o navio navegue. Os reembolsos são geralmente rateados com base no número de dias antes da partida e, em alguns casos, você pode receber um voucher em vez de reembolso. Por esse motivo, você deve procurar um seguro de viagem com benefícios de cancelamento de viagem que incluam uma ampla variedade de motivos cobertos para o cancelamento.

    Benefícios de conexão perdidos . Um voo cancelado ou atrasado pode arruinar todo o seu cruzeiro se você chegar ao cais após a partida do navio. É quando os benefícios perdidos da conexão podem entrar e salvar o dia. Se você perder sua partida do cruzeiro por um motivo coberto, o seguro de viagem poderá reembolsá-lo por despesas razoáveis de transporte para levá-lo a um ponto em que você possa alcançar o navio. Ele também pode reembolsá-lo pela parte perdida da sua viagem. (Veja a carta de confirmação do seu plano para os limites.)

    Benefícios de transporte médico de emergência. Se você sofrer uma grave emergência médica a bordo de um navio de cruzeiro, só há uma maneira de levá-lo ao hospital: um helicóptero. As evacuações médicas podem ser extremamente caras, então você precisa de um plano de seguro de viagem com benefícios de transporte médico de emergência.

    Qual plano de seguro de viagem é melhor para férias ativas?

    Há algumas coisas extras a considerar quando suas férias envolvem caminhadas, ciclismo, esqui ou outras atividades físicas. Procure um plano de seguro de viagem que inclua:

    Benefícios médicos de emergência / transporte de emergência suficientes. A chance de se machucar aumenta quando você está envolvido em atividade física. Seu seguro de viagem deve incluir benefícios que podem cobrir o tratamento médico e a evacuação médica necessária caso você sofra uma grave emergência médica coberta.

    Perda de bagagem / roubo / benefícios de danos . Quando você carrega equipamentos caros e facilmente danificados para aventuras ao ar livre – como bicicletas, esquis, pranchas de surfe ou tendas -, certifique-se de que ele esteja protegido. Procure por benefícios de bagagem com limites altos o suficiente para cobrir suas coisas. (Leia os documentos do seu plano para descobrir o que é excluído.)

    Quando estiver protegendo suas férias ativas, lembre-se de que o seguro de viagem não cobre as perdas resultantes de certos esportes e atividades de alto risco. Estes podem incluir: participar ou treinar para qualquer competição esportiva profissional ou amadora; pára-quedismo, asa delta ou paraquedismo; bungee jumping; espeleologia; esqui extremo; escalada de montanha; e mergulho abaixo de 120 pés, ou sem um mestre de mergulho. Leia os documentos do seu plano para a lista completa de exclusões.

    Qual plano de seguro de viagem internacional é melhor para viagens econômicas?

    Viajantes habilidosos podem encontrar centenas de maneiras de reduzir despesas. Viajar durante a temporada de ombro. Escolha os poshtels nos hotéis. E use hacks de viagem com cartão de crédito para reduzir sua passagem para zero. Mas pular o seguro de viagem não é uma maneira inteligente de economizar um dinheirinho. Se você tiver uma emergência médica no exterior, ou se tiver que cancelar sua viagem inesperadamente, poderá perder um pacote sem a proteção do seguro de viagem.

    Procure um plano sem muitos extras. Os melhores planos de seguro de viagem internacional para viajantes preocupados com o orçamento incluem esses itens essenciais:

    Benefícios de cancelamento / interrupção de viagem , para que você não perca seu investimento de viagem se precisar cancelar ou interromper sua viagem por um motivo coberto.

    Emergência médica / benefícios de transporte médico de emergência , para que você não ir à falência pagando por uma súbita emergência médica no exterior.

    Benefícios de atraso de viagem, para que você não fique parado pagando por uma noite extra em um hotel porque seu voo foi cancelado.

    Qual plano de seguro de viagem é melhor para viajantes frequentes?

    seguro viagem internacional aviao.imag

    Isso é fácil! Se você pretende fazer mais de duas viagens em um ano, um plano de seguro de viagem com várias viagens provavelmente é sua melhor aposta. Por um preço baixo, você pode obter 365 dias de proteção, onde quer que você viaje. Seu plano também pode incluir seguro de danos por colisão / perda para seu carro alugado, o que lhe dá mais tranquilidade.

    Aqui está uma comparação de seguro de viagem dos três planos de várias viagens que oferecemos. Qual plano de seguro de viagem é o melhor? Isso depende dos benefícios que você acha que precisará. Para viagens para países remotos ou menos desenvolvidos, procure por benefícios médicos emergenciais robustos. Para viagens caras, é aconselhável comprar um plano de viagem múltipla que ofereça limites mais altos para benefícios de cancelamento / interrupção de viagem.

    Ainda não tem certeza qual é o melhor plano de seguro de viagem para sua próxima viagem?

    Pode levar semanas para organizar uma grande viagem internacional: os hotéis, os passeios, os trens,...

  • o que e seguro viagem
    Gabi Freitas | março 8, 2019

    Então, o que é seguro de viagem?

    O seguro de viagem cobre cancelamentos, despesas médicas, evacuações, perda ou atrasos e assistência 24 horas por dia, 7 dias por semana.

    Estes são os 5 tipos básicos de cobertura fornecidos com seguro de férias. Esta página descreve a cobertura geral fornecida e nosso guia completo de cobertura pode ser encontrado.

    1. Viagens Canceladas

    Esta é a preocupação número 1 com a maioria dos viajantes.

    Bilhetes de avião, tarifa de cruzeiro, pacotes turísticos, quartos de hotel, barcos de pesca charter, taxas de greens de golfe.

    Você investe dinheiro ao planejar uma viagem. Se essas despesas forem pré-pagas e não reembolsáveis, você corre o risco de perdê-las se algo der errado.

    A Cobertura de Cancelamento de Viagem reembolsa você por despesas pré-pagas e não reembolsáveis, se precisar cancelar sua viagem antes de partir.

    As companhias de seguros fornecem uma lista de razões cobertas para o cancelamento da viagem , uma visão geral das razões típicas cobertas está abaixo.

    Razões cobertas para cancelar sua viagem:

    • Doença, ferimento ou morte de você, um membro da família ou um companheiro de viagem
    • O furacão danifica seu destino ou cancela seu voo
    • Demitido do trabalho ou obrigado a trabalhar
    • Incidente terrorista na sua cidade de destino
    • Falência do seu fornecedor de viagens
    • Chamado para o dever de júri

    Esta é apenas uma lista parcial, mas você pode ver que abrange situações muito comuns para o cancelamento.

    O motivo mais comum é o primeiro… alguém adoecendo ou um membro da família falecendo.

    Cobertura de Interrupção de Viagem é semelhante à cobertura de cancelamento, mas cobre você enquanto estiver em sua viagem pela mesma lista de motivos cobertos.

    Se algo acontecer e você for obrigado a voltar para casa, o seguro reembolsará você pela parte perdida de sua viagem… bem como quaisquer despesas adicionais para o voo de última hora para casa.

    seguro viagem

    2. Emergências médicas no exterior

    Isso é crucial e muitas vezes negligenciado.

    A maioria das pessoas acha que eles estão cobertos por emergências médicas se já tiverem um seguro de saúde existente. Nos Estados Unidos, isso será verdade.

    Fora dos EUA, no entanto, é um grande IF. A maioria não oferece cobertura e o Medicare nunca cobre você no exterior. Você se sentiria confortável em ter um membro da família com risco de assistência médica inadequada em um país estrangeiro?

    Para cruzeiros, seu seguro de saúde em casa pode não cobrir você se estiver viajando em um navio de bandeira estrangeira (que inclui a maioria dos navios de cruzeiro). Cobertura de despesas médicas cobrirá você por acidentes e assistência médica e odontológica de emergência quando viajar para o exterior.

    Mesmo se você estiver coberto para atendimento de emergência básico no exterior (novamente, um grande SE), seu provedor de seguro de saúde atual quase certamente NÃO pagará para evacuar você e repatriá-lo de volta para os EUA.

    3. evacuações de emergência

    A Cobertura de Evacuação de Emergência pagará as despesas de evacuação de emergência, tais como transporte aéreo e voos com equipamento médico, e muitas vezes o transportará para o hospital de sua escolha para atendimento. Despesas de evacuação podem ser devastadoras.

    Uma ambulância para o hospital, um transporte aéreo para um hospital mais adequado, levando-o de volta para casa a bordo de um vôo com pessoal médico depois … as despesas de evacuação podem facilmente custar US $ 50.000.

    4. Sacos perdidos, sacos atrasados, voos atrasados

    Essas coberturas são para as “coisas menores” que são boas de se ter. Mais uma vez, a lista não está completa, mas lhe dará uma idéia de algumas coberturas adicionais. A Cobertura de Bagagem  pode reembolsar você por seus pertences pessoais se sua bagagem for perdida, roubada ou danificada.

    A Cobertura de Retardo de Bagagem  fornece dinheiro para a compra de itens essenciais até o recebimento de suas malas atrasadas, como um kit de higiene, um maiô ou outra troca de roupa. Cobertura de Atraso de Viagem  fornece reembolso para despesas adicionais se o seu voo estiver atrasado, como uma noite extra em um hotel ou uma refeição em um restaurante.

    5. Assistência por telefone 24/7 em todo o mundo

    Trata-se de ter uma ‘tábua de salvação’ para ligar quando algo acontecer.

    Este serviço é mais importante quando você tem um problema médico.

    Emergências médicas, bagagem roubada, passaportes perdidos, vôos cancelados. Toda empresa de seguros de viagem oferece suporte 24/7 para todas essas necessidades.

    24/7 Serviços de Assistência em Viagem podem ajudá-lo:

    • Localize o hospital adequado mais próximo, se necessário
    • Organize o transporte médico
    • Organize para tratamento e supere quaisquer barreiras linguísticas
    • Organize o transporte para casa
    • Substituir prescrições em uma emergência
    • Além disso, a assistência não médica pode incluir:
    • Busca de bagagem perdida; assistência de substituição de bagagem roubada
    • Assistência perdida de passaporte / documentos de viagem
    • Informações de viagem, incluindo requisitos de visto / passaporte
    • Assistência de interpretação de telefone de emergência
    • Cobertura adicional com seguro de viagem
    • Seguro de viagem também pode fornecer cobertura para:
    • Cobertura de seguro de vida por morte acidental ou desmembramento.
    • O Hazardous Sports estende a cobertura médica para cobrir atividades como o SCUBA.
    • A Rental Car Collision substitui seu seguro pessoal ou a política da empresa de locação.
    • O roubo de identidade fornece serviços para ajudar no caso de roubo de identidade durante a viagem.
    • O seguro de viagem cobre cancelamentos, despesas médicas, evacuações, perdas ou atrasos e assistência 24/7

    Em seguida na série: Em breve, vamos olhar para os dois tipos mais populares de seguro de viagem, onde você vai descobrir o tipo de plano que representa 96% dos planos de seguro de viagem.

    O seguro de viagem cobre cancelamentos, despesas médicas, evacuações, perda ou atrasos e assistência 24...

  • moda plus size carnaval Body
    Gabi Freitas | fevereiro 22, 2019

    Moda plus size no carnaval: 5 peças para arrasar nos bloquinhos

    Vai ter gorda no bloquinho sim!

    O carnaval é um dos feriados mais bem aproveitados no país. Todas as regiões, com suas diferentes culturas e comemorações, aproveitam ao máximo cada minuto desse período tão aguardado do ano para festejar e se divertir com os amigos.

    moda plus size carnaval Sassaricando
    Foto – Sassaricando

    Isso tudo não é novidade, no entanto, nos últimos anos, percebi um ânimo a mais do pessoal para de fato ir às ruas “pular carnaval” e aproveitar os bloquinhos. Junto com isso tudo, também percebi a diversidade que vem batendo de cara com os padrões e preconceitos da nossa sociedade. Mas como assim?

    Bom, o verão é aquela época que todo mundo está morrendo de calor, logo, as pessoas costumam sair com menos roupas – ainda mais no meio de um bloco com milhares de pessoas. E o que todo mundo se preocupa quando usa uma peça que mostra o corpo? Exatamente, com o peso!

    Infelizmente ainda vivemos em um mundo onde o “ideal de beleza e corpo perfeito” é algo almejado, mas nos últimos anos, graças aos movimentos de aceitação corporal, esse cenário está mudando. Mesmo vivendo uma transição, muitas mulheres ainda não se sentem seguras para mostrar seu corpo, colocar roupas frescas (sim, muita mulher gorda prefere passar calor do que mostrar o braço, por exemplo) e aproveitar o carnaval como todo mundo.

    moda plus size carnaval Rayneon
    Foto – Rayneon

    Deve ser um processo bem complexo, mas se você está vivendo ele, saiba que VÁRIAS mulheres também estão. Além disso, não deixe de aproveitar!

    Se inspire nas blogueiras, youtubers, influenciadoras gordas no geral ou até em alguma loja virtual para criar coragem e arrasar nos bloquinhos. Afinal, deve ter gorda sim no carnaval! Gorda, magra, alta, baixa, com estria, sem estria, com flacidez ou não… enfim pense a respeito e continue lendo esse artigo. Veja se você se anima para colocar esse corpo para festejar nesse verãozão.

    Como usar a moda plus a seu favor nesse carnaval

    moda plus size carnaval modices
    Foto – modices

    Hoje em dia tem muita marca plus investindo em roupas maravilhosas de carnaval. Ou seja, o carnaval plus size vai bombar nos próximos anos! Na verdade não só de carnaval, mas peças que possibilitam montar inúmeras produções para o ano todo. Como o nosso foco são os bloquinhos, precisamos saber como usar a moda a nossa favor para mostrar o corpo e não passar calor.

    O legal do carnaval na cidade é que não precisamos de fato nos fantasiar. As produções contam com muito glitter (biodegradável, por favor), paetês e brilho em bodys, saias, meias e até mesmo Lingerie!

    Entretanto, se você ainda curte fantasias de carnaval não tem problema!

    Nessa brincadeira tem muita loja plus e all size investindo em maiôs e bodys super chamativos em tamanhos maiores. Tudo com a ideia de compor looks mais práticos que não precisam de muitas peças para chamar atenção. Junto com uma peça chave dessa você pode apostar em saias de tule ou shorts estilo hot pant. Também há quem use apenas o body com uma meia calça bem estilosa.

    A dica é: liberte-se! Independente do que você vai usar é super importante lembrar da sua beleza. Tenha carinho com o seu corpo e saiba que ele é a coisa mais valiosa que você tem. Pode ser difícil ter essa atitude do dia para a noite, mas é com ela que você vai mostrar sua personalidade, fincar sua identidade e transparecer tudo isso nas suas roupas.

    Para a roupa ficar bonita, não basta ser de marca ou estar na moda, você precisa se sentir bem com ela. Lembre-se disso na hora de escolher suas roupas e acessórios de carnaval!

    Tô sem ideia, onde posso me inspirar?

    moda plus size carnaval @aborogodo
    Foto – @aborogodo

    O que tem de blogueira e youtuber fazendo vídeo e tutorial sobre looks e makes de carnaval não dá nem pra contar. Sério, todo mundo está nessa vibe festeira querendo O look, por isso, se joga no pinterest, nos blogs de moda de influencers gordas e monte sua listinha. A Rayneon (@rayneon) é uma das musas inspiradoras de looks marcantes. Aliás, ela está começando o canal agora e já fez vídeo sobre fantasia, vai lá dar uma conferida!

    Uma dica interessante para quem quer entrar nesse universo do carnaval é a loja Sassaricando (@sassaricandoacessorios). Eles tem bodys metalizados/brilhosos, kimonos, acessórios de cabelo e muito mais. O interessante da marca é que as fotos de editorial são super produzidas e podem render boas ideias para a sua fantasia. Fique ligada nesses perfis e acompanhe o que eles estão mostrando, pode ser que você se inspire e acabe montando uma fantasia única, igual você 🙂

    5 peças que vão fazer você arrasar

    Body: Bom, como comentei é a peça mais versátil do rolê. É possível encontrar ele em diversos materiais, cores e modelagens. Além disso, é possível usar apenas ele com meia calça, body + hot pant ou até mesmo com uma pantacourt soltinha.

    moda plus size carnaval Body

    Pochete: Muitos torcem o nariz, mas é um dos acessórios mais práticos para quem vai pular carnaval. Você consegue guardar seu celular e documentos e ainda ficar com as mãos e braços livres para curtir a festa. Aposte em pochetes de paetê ou metalizadas, justamente para conversar com o clima carnavalesco.

    moda plus size carnaval Pochete

    Acessórios de cabeça ou “arquinhos”: esses acessórios estão fazendo a cabeça (literalmente) de muitas mulheres que vão cair na folia. É possível encontrar em vários lugares e em diferentes formatos, tem de planetas, estrelas, frases, flores… enfim, não existe limites para a criatividade. Dê uma pesquisada e confira o que mais se encaixa com a sua proposta de look.

    moda plus size carnaval arquinho

    Ombreira: Esse acessório com certeza foi abolido faz tempo das roupas do dia a dia, mas nesse período do ano está sendo muito bem vindo. Independente da roupa que você irá usar – seja cropped, body, camiseta, entre outros – vale a pena investir numa ombreira para dar um toque especial a produção. Elas normalmente são de franjas, longas ou curtas, de paetê ou até mesmo de penas.

    moda plus size carnaval ombreira

    Hot pant: Essa calcinha meio short é uma ótima pedida para cobrir um pouco do bumbum, mas sem passar calor. Apesar de mostrar bem as pernas, é uma das peças mais básicas do carnaval, ela é aquela roupa coringa que vai te ajudar a equilibrar as informações do resto do look. Aposte em uma e perceba o conforto!

    moda plus size carnaval hot pant

    Bom, para finalizar a última dica que eu posso te dar é: no carnaval não há regras (nunca tem, mas agora não tem nenhuma mesmo!). Monte seus looks independente dos outros, sinta-se livre para fazer e ser o que você quiser. Isso é lindo e libertador!

    Apesar dessa diversidade de corpos só estar sendo respeitada e representada agora, é muito importante continuar essa transição e fazer mais mulheres se enxergarem com o mesmo carinho.

    Gostou das dicas e é super interessada em tudo que envolve moda plus size? Confira algumas outras postagens no site Moda de Departamento e conheça um projeto de lingerie plus size que tem tudo para bombar esse ano!

    Vai ter gorda no bloquinho sim! O carnaval é um dos feriados mais bem aproveitados...

  • viagem de intercâmbio
    Gabi Freitas | fevereiro 13, 2019

    Como preparar o seu inglês antes da viagem de intercâmbio?

    A viagem de intercâmbio para países de língua inglesa nada mais é do que uma viagem focada em imersão, com objetivo de melhorar o seu inglês.

    Por isso, antes de você embarcar, é muito importante que se prepare. E o melhor a fazer, é 3 meses antes da viagem fazer uma espécie de “imersão” dentro do Brasil mesmo.

    E nós daremos 6 dicas para você preparar essa ‘imersão’ nessa viagem de intercâmbio.

    1 – Escolha uma pessoa para praticar inglês com você toda segunda e quarta-feira.

    praticar inglês

    Esse é um passo relativamente simples, você só precisa combinar com uma pessoa próxima de você (marido, namorado(a), esposa, filho, filha, irmão, pai, mãe, tio, primo, melhor amigo, melhor amiga) de conversar apenas em inglês nas segundas e quartas-feiras.

    O seu inglês pode ser iniciante ainda, mas o objetivo é simular a sua imersão.

    Se você estivesse no seu país de intercâmbio, falando com um nativo, e precisasse pedir algo que você não faz ideia de como falar, o que você faria? Provavelmente buscaria informação, procuraria no google tradutor, na internet, certo?

    Esse é exatamente o objetivo dessa ‘mini-imersão’. Nas segundas e quartas-feiras você não pode falar em português com essa pessoa específica, seja por telefone, whatsapp ou presencialmente. Se você não conseguir se comunicar, procure, pesquise e encontre a solução, exatamente como você faria se estivesse no país do intercambio.

    Isso vai lhe fornecer um excelente aprendizado sobre como você vai se virar nas situações adversas no país de intercâmbio, além de melhorar muito o seu inglês.

    2 – Assista seriados em inglês com a legenda em inglês. Isso irá te ajudar na viagem de intercâmbio

    seriados em inglês

    Use e abuse da Netflix. Assistir seriados e filmes em inglês com a legenda em inglês, vai lhe forçar a entender o que está sendo dito pelo contexto e linguagem corporal dos atores. Exatamente como você vai entender diversas conversas em seu país de intercâmbio.

    Quando não entender o que foi dito, volte e altere a legenda para português. Compreenda e depois altere novamente para legenda em inglês. Pode parecer um pouco chato, mas isso vai lhe agregar muito vocabulário e preparar seu listening para hora da viagem.

    Veja aqui as 10 melhores séries para praticar inglês na Netflix.

    3 – Use e abuse da tecnologia.

    abuse da tecnologia

    O grande segredo de aprender inglês é estar sempre em contato e utiliza-lo com assuntos que lhe despertam interesse.

    Por isso, encontre aplicativos que farão você ter prazer em praticar inglês.

    Por exemplo, o aplicativo Idiomus, resume livros de desenvolvimento pessoal, negócios e finanças e os disponibiliza em um formato específico para você praticar inglês.

    Ou seja, você estará estudando inglês através de resumos de livros de não-ficção.

    Se você costuma ler esse tipo de livro, esse aplicativo pode ser muito útil para você.

    Senão, procure plataformas que disponibilizam conteúdos que você goste para estudar inglês, assim o aprendizado ficará muito mais fácil e leve.

    4 – Use a música a seu favor

    apreender ingles com música

    Aprender inglês com músicas é outra ótima alternativa para você praticar inglês de forma ‘leve’. Separe as 20 músicas em inglês que você mais gosta, e as escute diversas vezes, anotando tudo que você entender.

    Depois, entre em sites como o vagalume, procure a tradução e escute novamente com a tradução em mente.

    A ideia é que você consiga escuta-las diariamente e consiga compreender tudo que está sendo dito. Esse é um exercício poderoso para o seu listening.

    5 – Entenda o país que você vai

    Entenda o país

    Procure na internet por costumes, tipos de palavras, esportes e hábitos comuns da população do país que você irá ficar. Anote todas palavras que você não conhece e as guarde em um bloco de notas em seu celular. Isso irá lhe ajudar a ter mais facilidade para se comunicar quando chegar no local.

    6 – Hospede-se em hostels da capital do seu estado.

    hostels para apreender inglês

    Na maioria dos hostels de grandes capitais do Brasil, é comum encontrar viajantes do mundo inteiro. Hospede-se por uns dias lá e pratique se inglês, veja como está sua comunicação, seu speaking, seu listening. Isso irá ajudar você a se soltar para conversar mais em seu intercâmbio.

    E uma última dica: quando você já estiver lá, faça realmente uma imersão. Não fale em português com os amigos brasileiros que fizer. Se esforce, procure se comunicar com nativos, faça amizades nativas do local, converse em inglês.

    É muito comum alunos voltarem do intercâmbio com sensação de não terem aprendido nada. O problema é que esses alunos na maioria das vezes não se comunicam com nativos. Encontram brasileiros e ficam saindo, conversando e se comunicando apenas com brasileiros, utilizando apenas o português. Não seja esse aluno, aproveite sua imersão!

    A viagem de intercâmbio para países de língua inglesa nada mais é do que uma...

  • materiais do curso de design de moda
    Gabi Freitas | fevereiro 9, 2019

    Materiais do curso de Design de Moda

    Principais materiais para o curso de Design de Moda

    Iniciar um curso é sempre uma experiência inovadora e empolgante. E isto não seria diferente com a faculdade de Design de Moda, que com suas aulas teóricas e práticas gera diversas dúvidas – sendo a maior delas sobre os materiais de desenhos utilizados. Para tornar esta tarefa mais fácil, separamos os principais materiais que você precisará para o curso de Design de Moda!

    As aulas práticas se dividem basicamente em duas partes: composição visual e oficina. A primeira trabalha com a ilustração, a teoria das cores, o desenho técnico e de observação, uso de photoshop e criação de estampas, por exemplo. Enquanto a segunda foca em desenvolver habilidades na costura, na modelagem e na moulage.

    Todas estas disciplinas são aplicadas no curso justamente para exercitar a experimentação e incentivar a inovação. E pensando nesta divisão – composição visual e oficina – que selecionamos alguns materiais essenciais que irão ajudar a explorar o seu lado criativo no Curso de Moda!

    Saiba quais os principais materiais utilizados durante o curso de Design de Moda!

    Composição Visual

    1 – SketchBook

    Entre uma aula e outra diversos assuntos são comentados em sala de aula criando um ambiente fértil para ideias surgirem. Para que nenhuma dessas ideias seja perdida ou esquecida, muitos professores do curso recomendam o uso de um SketchBook, um pequeno caderno portátil que serve para registrar pensamentos e esboçar desenhos que surjam na sua mente durante o dia.

    O objetivo é explorar e incentivar a criatividade de forma livre, criar um espaço próprio sem se preocupar com alguma lógica ou sentido, mas também experimentar diversos materiais e técnicas.
    Como existem diversas variações de SketchBooks – com gramaturas e tamanhos diferentes, com pautas ou sem, com capa dura ou não –, o mais aconselhável seria apostar em um modelo tradicional como o Moleskine. Dessa forma você pode experimentar como trabalhar com esse caderno e, posteriormente, trocar por alguma variação que atenda melhor às suas necessidades.

    SketchBook
    SketchBook

    2 – Lápis e suas variações

    Existem outros tons de grafite além do queridinho lápis HB! Este tipo de lápis é muito usado para escrever e esboçar desenhos já que ele mistura os elementos do tipo H – que representa a dureza do grafite – e o elemento tipo B – referente ao pigmento do grafite.

    Mas se você quer criar camadas e efeitos de textura no seu desenho, além de brincar com outros tons de cinza, a dica seria usar tipos de lápis diferentes, como 4B e o 6B – muito utilizados para criar efeitos de luz e sombra.

    Outro material indispensável no dia-a-dia é a lapiseira. Por ter um traço mais fino e preciso, a lapiseira se torna uma ótima aliada para esboçar detalhes!

    Lápis e Variações curso de moda
    Lápis e Variações curso de moda

    3 – Borracha

    Um dos desafios iniciais para quem está começando no desenho, e muito recomendado pelos professores, é o de não usar a borracha, ou ao menos evitá-la o máximo possível.

    Essa técnica pode parecer um pouco estranha, mas ajuda a desenvolver maior confiança e controle sobre o resultado, já que a preocupação de conseguir um “traço perfeito” é deixada de lado.

    Apesar desse desafio, é muito importante ter uma borracha – de preferência macia e que não borre o papel – para apagar certas linhas do desenho, e assim, criar um acabamento melhor. Além das tradicionais, a caneta-borracha também pode ser muito útil já que ela consegue limpar áreas menores ou mais detalhadas com maior precisão.

    borracha
    Borrachas

    4 – Esfuminho

    Apesar de ser um material simples, o esfuminho é muito importante para aprimorar o acabamento do seu desenho. Com espessuras que vão do 1 até o 9, o recomendado para iniciar seria o 3 – um tamanho médio que possibilita trabalhar tanto em áreas pequenas quanto maiores.

    Além de não deixar traços do lápis, o esfuminho ajuda a suavizar o grafite para diminuir a sensação de um sombreado rústico. Outra função legal é que este material ajuda a espalhar o grafite pela folha para cobrir as áreas que o lápis não preencheu.

    É importante lembrar que o esfuminho não serve para desenhar, corrigir falhas de tons ou proporções, mas sim uma ferramenta de acabamento que vai dar mais uniformidade para o seu desenho, bem como suavizar a passagem de um tom para outro.

    Esfuminho curso de moda
    Esfuminho curso de moda

    5 – Lápis de Cor

    materiais do curso de design de moda
    materiais do curso de design de moda

    É impossível pensar em desenho e esquecer do lápis de cor! Como é um material que se soma as habilidades do desenhista durante a criação, o lápis de cor se torna um dos materiais essenciais para qualquer pessoa que se aventura nesse mundo das ilustrações.

    Além de ser um ótimo instrumento para dar mais vida a sua composição – com suas diversas cores e tonalidades -, o lápis de cor também é recomendado para esboçar ideias iniciais.

    Basta usar cores diversas para não se perder entre os seus traços que você ganhará mais confiança durante o processo, além de deixar o esboço com uma cara mais divertida!

    Além do lápis de cor, existem outros materiais possíveis para trazer cor aos seus desenhos e sair um pouco do comum – descubra outros materiais de desenho para sair do básico -, como tinta aquarela, tinta guache, giz de cera e canetas.

    6 – Caneta Nanquim

    Para deixar seu traço mais contínuo e dar um acabamento melhor ao resultado final de seu desenho, nada melhor do que uma caneta nanquim! Depois de esboçar com um lápis o seu desenho, o segredo está em finalizar a sua arte com a caneta e depois apagar os traços feitos com o grafite.

    Existem tanto canetas nanquins descartáveis quanto as recarregáveis, para iniciar no mundo do desenho as canetas descartáveis são as mais aconselhadas. Dentre elas há uma variação de espessuras, o que seria legal investir em um modelo mais fino para fazer os detalhes dos desenhos e uma mais grossa para pintar áreas maiores.

    caneta nanquim
    caneta nanquim

    Oficina

    1 – Papel Kraft

    O material mais utilizado para criar moldes de peças de roupas é o papel kraft. Por ser um material maleável o suficiente para criar dobras das pences, das pregas e dos drapeados, sem rasgar com facilidade; ele é muito utilizado para modelagem.

    Ele também é um papel resistente e durável, o que permite com que você possa transportá-lo com mais facilidade da faculdade para a sua casa, assim como guardá-lo para usar em outras ocasiões sem se preocupar com a sua durabilidade.

    Young woman drawing template for dress design

    2 – Réguas e variações

    Para facilitar a sua atividade na hora de construir moldes é necessário ter três variações de régua: a graduada, o esquadro de 90º e a curva francesa.

    A régua graduada é utilizada para traçar linhas, verificar e inserir medidas, o que facilita muito o processo.   

    O esquadro de 90º graus é necessário para conseguir trabalhar com retas perpendiculares.

    Enquanto a curva francesa é fundamental para traçar linhas importantes como a cava, o decote, a ligação entre cintura e quadril, e demais curvas do corpo.

    Régua e Variações curso de moda
    Régua e Variações curso de moda

    3 – Marcadores

    materiais do curso de design de moda
    materiais do curso de design de moda

    É muito importante levar para as atividades uma caneta esferográfica para fazer anotações e destacar linhas nos seus moldes, como este tipo de caneta solta muita tinta é bom ter um cuidado maior para não borrar ou manchar o papel.

    Outra caneta necessária é o marcador têxtil. Como é um material que não sai com a lavagem do tecido, ele é comumente usado para criar testes de moldes ou traçar diretamente as marcações no tecido sobre o busto.  

    Um material que não pode ficar de fora é o Giz Seco para modelagem. Ele é muito usado para marcar medidas e moldes no tecido, e como sai facilmente com lavagem pode ser aplicado diretamente no material que irá produzir a peça final.

    4 – Kit Costura

    Existe uma variedade de materiais disponíveis no mercado, mas não é preciso de muito para começar. Para te auxiliar nas aulas prática é importante ter um kit de costura que tenha: agulhas, linhas de costura de cores variadas, alfinetes, carretilhas, bobina, durex para unir os moldes, papel carbono, carretilha, fita métrica e tesoura para papel, por exemplo.

    Só tenha cuidado para não usar a tesoura de tecido para realizar as atividades no papel. É importante ter uma para cada material, caso contrário a tesoura utilizada para o tecido pode perder a precisão do corte.

    Kit Costura curso de moda
    Kit Costura curso de moda

    5 – Algodão Cru ou TNT

    Para construir as peças piloto – testes antes de confeccionar a roupa -, é comumente utilizado materiais como o algodão cru ou o TNT, ao invés de aderir diretamente ao tecido escolhido para a sua peça final.

    Então para reduzir os gastos com tecidos opte por estes materiais citados. Além de serem super fáceis de se encontrar, são resistentes, não desfiam com facilidade e ainda possuem um caimento legal para realizar seus testes.

    Algodão Cru TNT
    Algodão Cru TNT

    6 – Pasta ou Maleta

    E por fim, para guardar todas estas ferramentas, seja para o desenho quanto para a costura, por que não investir numa maleta ou numa pasta? Pode ter certeza que você conseguirá se organizar melhor durante as aulas!

    A pasta sanfonada é uma boa dica para guardar seus exercícios de desenhos e ilustrações finalizadas. Enquanto uma maleta com divisórias é a melhor pedida para guardar todas as suas ferramentas de modelagem e moulage.

    Pasta e Maleta
    Pasta e Maleta

    O que achou das dicas?

    Se quiser saber um pouco mais sobre esses materiais e em quais marcas investir, dê uma olhada no vídeo a seguir que esclarece os itens utilizados no primeiro e segundo semestre de uma estudante de Design de Moda.

    Gostou? Deixe seu comentário!

    Principais materiais para o curso de Design de Moda Iniciar um curso é sempre uma...