Faculdade

Materiais do curso de Design de Moda

By  | 

Principais materiais para o curso de Design de Moda

Iniciar um curso é sempre uma experiência inovadora e empolgante. E isto não seria diferente com a faculdade de Design de Moda, que com suas aulas teóricas e práticas gera diversas dúvidas – sendo a maior delas sobre os materiais de desenhos utilizados. Para tornar esta tarefa mais fácil, separamos os principais materiais que você precisará para o curso de Design de Moda!

As aulas práticas se dividem basicamente em duas partes: composição visual e oficina. A primeira trabalha com a ilustração, a teoria das cores, o desenho técnico e de observação, uso de photoshop e criação de estampas, por exemplo. Enquanto a segunda foca em desenvolver habilidades na costura, na modelagem e na moulage.

Todas estas disciplinas são aplicadas no curso justamente para exercitar a experimentação e incentivar a inovação. E pensando nesta divisão – composição visual e oficina – que selecionamos alguns materiais essenciais que irão ajudar a explorar o seu lado criativo!

Saiba quais os principais materiais utilizados durante o curso de Design de Moda!

Composição Visual

1 – SketchBook

Entre uma aula e outra diversos assuntos são comentados em sala de aula criando um ambiente fértil para ideias surgirem. Para que nenhuma dessas ideias seja perdida ou esquecida, muitos professores do curso recomendam o uso de um SketchBook, um pequeno caderno portátil que serve para registrar pensamentos e esboçar desenhos que surjam na sua mente durante o dia.

O objetivo é explorar e incentivar a criatividade de forma livre, criar um espaço próprio sem se preocupar com alguma lógica ou sentido, mas também experimentar diversos materiais e técnicas.
Como existem diversas variações de SketchBooks – com gramaturas e tamanhos diferentes, com pautas ou sem, com capa dura ou não –, o mais aconselhável seria apostar em um modelo tradicional como o Moleskine. Dessa forma você pode experimentar como trabalhar com esse caderno e, posteriormente, trocar por alguma variação que atenda melhor às suas necessidades.

SketchBook
SketchBook

2 – Lápis e suas variações

Existem outros tons de grafite além do queridinho lápis HB! Este tipo de lápis é muito usado para escrever e esboçar desenhos já que ele mistura os elementos do tipo H – que representa a dureza do grafite – e o elemento tipo B – referente ao pigmento do grafite.

Mas se você quer criar camadas e efeitos de textura no seu desenho, além de brincar com outros tons de cinza, a dica seria usar tipos de lápis diferentes, como 4B e o 6B – muito utilizados para criar efeitos de luz e sombra.

Outro material indispensável no dia-a-dia é a lapiseira. Por ter um traço mais fino e preciso, a lapiseira se torna uma ótima aliada para esboçar detalhes!

Lápis e Variações curso de moda
Lápis e Variações curso de moda


3 – Borracha

Um dos desafios iniciais para quem está começando no desenho, e muito recomendado pelos professores, é o de não usar a borracha, ou ao menos evitá-la o máximo possível.

Essa técnica pode parecer um pouco estranha, mas ajuda a desenvolver maior confiança e controle sobre o resultado, já que a preocupação de conseguir um “traço perfeito” é deixada de lado.

Apesar desse desafio, é muito importante ter uma borracha – de preferência macia e que não borre o papel – para apagar certas linhas do desenho, e assim, criar um acabamento melhor. Além das tradicionais, a caneta-borracha também pode ser muito útil já que ela consegue limpar áreas menores ou mais detalhadas com maior precisão.

borracha
Borrachas


4 – Esfuminho

Apesar de ser um material simples, o esfuminho é muito importante para aprimorar o acabamento do seu desenho. Com espessuras que vão do 1 até o 9, o recomendado para iniciar seria o 3 – um tamanho médio que possibilita trabalhar tanto em áreas pequenas quanto maiores.

Além de não deixar traços do lápis, o esfuminho ajuda a suavizar o grafite para diminuir a sensação de um sombreado rústico. Outra função legal é que este material ajuda a espalhar o grafite pela folha para cobrir as áreas que o lápis não preencheu.

É importante lembrar que o esfuminho não serve para desenhar, corrigir falhas de tons ou proporções, mas sim uma ferramenta de acabamento que vai dar mais uniformidade para o seu desenho, bem como suavizar a passagem de um tom para outro.

Esfuminho curso de moda
Esfuminho curso de moda


5 – Lápis de Cor

materiais do curso de design de moda
materiais do curso de design de moda

É impossível pensar em desenho e esquecer do lápis de cor! Como é um material que se soma as habilidades do desenhista durante a criação, o lápis de cor se torna um dos materiais essenciais para qualquer pessoa que se aventura nesse mundo das ilustrações.

Além de ser um ótimo instrumento para dar mais vida a sua composição – com suas diversas cores e tonalidades -, o lápis de cor também é recomendado para esboçar ideias iniciais.

Basta usar cores diversas para não se perder entre os seus traços que você ganhará mais confiança durante o processo, além de deixar o esboço com uma cara mais divertida!

Além do lápis de cor, existem outros materiais possíveis para trazer cor aos seus desenhos e sair um pouco do comum – descubra outros materiais de desenho para sair do básico –, como tinta aquarela, tinta guache, giz de cera e canetas.


6 – Caneta Nanquim

Para deixar seu traço mais contínuo e dar um acabamento melhor ao resultado final de seu desenho, nada melhor do que uma caneta nanquim! Depois de esboçar com um lápis o seu desenho, o segredo está em finalizar a sua arte com a caneta e depois apagar os traços feitos com o grafite.

Existem tanto canetas nanquins descartáveis quanto as recarregáveis, para iniciar no mundo do desenho as canetas descartáveis são as mais aconselhadas. Dentre elas há uma variação de espessuras, o que seria legal investir em um modelo mais fino para fazer os detalhes dos desenhos e uma mais grossa para pintar áreas maiores.

caneta nanquim
caneta nanquim


Oficina

1 – Papel Kraft

O material mais utilizado para criar moldes de peças de roupas é o papel kraft. Por ser um material maleável o suficiente para criar dobras das pences, das pregas e dos drapeados, sem rasgar com facilidade; ele é muito utilizado para modelagem.

Ele também é um papel resistente e durável, o que permite com que você possa transportá-lo com mais facilidade da faculdade para a sua casa, assim como guardá-lo para usar em outras ocasiões sem se preocupar com a sua durabilidade.

Young woman drawing template for dress design


2 – Réguas e variações

Para facilitar a sua atividade na hora de construir moldes é necessário ter três variações de régua: a graduada, o esquadro de 90º e a curva francesa.

A régua graduada é utilizada para traçar linhas, verificar e inserir medidas, o que facilita muito o processo.   

O esquadro de 90º graus é necessário para conseguir trabalhar com retas perpendiculares.

Enquanto a curva francesa é fundamental para traçar linhas importantes como a cava, o decote, a ligação entre cintura e quadril, e demais curvas do corpo.

Régua e Variações curso de moda
Régua e Variações curso de moda


3 – Marcadores

materiais do curso de design de moda
materiais do curso de design de moda

É muito importante levar para as atividades uma caneta esferográfica para fazer anotações e destacar linhas nos seus moldes, como este tipo de caneta solta muita tinta é bom ter um cuidado maior para não borrar ou manchar o papel.

Outra caneta necessária é o marcador têxtil. Como é um material que não sai com a lavagem do tecido, ele é comumente usado para criar testes de moldes ou traçar diretamente as marcações no tecido sobre o busto.  

Um material que não pode ficar de fora é o Giz Seco para modelagem. Ele é muito usado para marcar medidas e moldes no tecido, e como sai facilmente com lavagem pode ser aplicado diretamente no material que irá produzir a peça final.


4 – Kit Costura

Existe uma variedade de materiais disponíveis no mercado, mas não é preciso de muito para começar. Para te auxiliar nas aulas prática é importante ter um kit de costura que tenha: agulhas, linhas de costura de cores variadas, alfinetes, carretilhas, bobina, durex para unir os moldes, papel carbono, carretilha, fita métrica e tesoura para papel, por exemplo.

Só tenha cuidado para não usar a tesoura de tecido para realizar as atividades no papel. É importante ter uma para cada material, caso contrário a tesoura utilizada para o tecido pode perder a precisão do corte.

Kit Costura curso de moda
Kit Costura curso de moda


5 – Algodão Cru ou TNT

Para construir as peças piloto – testes antes de confeccionar a roupa -, é comumente utilizado materiais como o algodão cru ou o TNT, ao invés de aderir diretamente ao tecido escolhido para a sua peça final.

Então para reduzir os gastos com tecidos opte por estes materiais citados. Além de serem super fáceis de se encontrar, são resistentes, não desfiam com facilidade e ainda possuem um caimento legal para realizar seus testes.

Algodão Cru TNT
Algodão Cru TNT

  

6 – Pasta ou Maleta

E por fim, para guardar todas estas ferramentas, seja para o desenho quanto para a costura, por que não investir numa maleta ou numa pasta? Pode ter certeza que você conseguirá se organizar melhor durante as aulas!

A pasta sanfonada é uma boa dica para guardar seus exercícios de desenhos e ilustrações finalizadas. Enquanto uma maleta com divisórias é a melhor pedida para guardar todas as suas ferramentas de modelagem e moulage.

Pasta e Maleta
Pasta e Maleta

O que achou das dicas?

Se quiser saber um pouco mais sobre esses materiais e em quais marcas investir, dê uma olhada no vídeo a seguir que esclarece os itens utilizados no primeiro e segundo semestre de uma estudante de Design de Moda.


Gostou? Deixe seu comentário!

Recomendados Para Você: