Viagem

Intercâmbio: Convent Garden e Piccadilly Circus

By  | 

Primeiros dias e Host Family

Após doze horas de vôo, desembarquei no aeroporto de Londres. Era uma tarde fria de domingo e eu estava bem cansada, pois não tinha conseguido dormir no avião. Quando desembarquei, passei pela imigração e peguei as minhas malas, ao sair tive outra surpresa, o transfer havia ido embora. Os motivos são simples, o avião demorou para decolar no Brasil e o aeroporto de Londres é enorme, então o desembarque durou aproximadamente uma hora. No final deu tudo certo, arranjei um telefone e liguei para a empresa para solicitar a volta do motorista.

Uma hora se passou e ele chegou, colocamos as malas no carro e fomos em direção a Snaresbrook, bairro onde a host family morava. Levamos quase duas horas para chegar na casa, pois o aeroporto ficava ao lado oeste da cidade e a casa ao lado leste. Ao chegar a família foi bastante acolhedora, conversaram comigo sobre as regras da casa e me apresentaram as crianças. Tive muita sorte, pois eles eram muito atenciosos e calmos. Já era noite, apenas jantei e arrumei as minhas coisas para o dia seguinte.

Host family

Amanheceu e eu não fazia ideia de onde era a estação de metrô, a universidade e como iria comprar o Oyster Card, espécie de bilhete único deles. Acabei pedindo ajuda para a família, eles me explicaram onde era a estação e me emprestaram um Oyster Card temporariamente. A estação era a duas quadras da casa, ao chegar carreguei o cartão do metrô e fui em direção a Holborn, estação mais próxima da universidade. Quando cheguei ao Language Center da University of the Arts London (UAL), precisei apresentar as documentações e fazer o teste de nível para saber em qual sala seriam as minhas aulas de inglês.

Oyster card

Depois de todo esse processo, reuniram todos os alunos que chegaram naquela semana para falar sobre os horários das aulas, as atrações da cidade e os cuidados que deveríamos ter ao passear por Londres. Um momento engraçado e um tanto constrangedor dessa reunião, foi quando perguntaram quem vivia em São Paulo. Naturalmente, levantei o braço e logo após, a mulher que estava explicando comentou que eu não precisava me preocupar com as instruções de segurança que ela acabava de passar, pois eu vinha de uma cidade bastante violenta. Há quem diga que apenas os brasileiros sabem fazer piadas, mas naquele momento, percebi que não somos os únicos.

Universidade, Convent Garden e Piccadilly Circus

Após todas as instruções, uma das funcionárias chamaram os alunos que eram menores de dezoito para conversar sobre as regras. Não poderíamos chegar após às onze da noite, muito menos viajar para algum país vizinho e deveríamos sempre assinar um papel ao chegar na classe. Também me entregaram os horários das aulas e as especificações do curso de moda, algo que desconhecia, pois quando fechei a viagem sabia que o curso era English plus Fashion, mas não sabia os detalhes. Para minha surpresa, era um curso de Tendências e Design duas vezes por semana no período da tarde, ou seja, teria desenho envolvido. Em todo esse período, conheci os professores e alguns alunos e depois de tudo, fui almoçar com três garotas de Taiwan que havia acabado de conhecer.

Fomos em direção ao Convent Garden um lugar cheio de lojas, restaurante e até mesmo barraquinhas de antiguidades e bugingangas. Almoçamos Fish and Chips (peixe e batata frita), prato tradicional na Inglaterra servido com molho e ervilhas. O restaurante era bem reservado e parecia uma caverna, o clima era a luz de velas, portanto, bem aconchegante algo muito bom para um dia que estava fazendo -1C°. Depois do almoço passeamos pelas lojinhas e seguimos para o Piccadilly Circus.

Convent Garden

Convent Garden praça

Convent Garden restaurante

Convent Garden Lojas

Andamos pelas ruas entrando de loja em loja e tirando foto de todas as coisas interessantes que apareciam. Após tanto andar, chegamos ao M&M World. A loja era incrível, havia cinco andares e várias decorações que mostravam a junção dos M&Ms com alguns símbolos de Londres como o ônibus de dois andares e a famosa Abbey Road. A quantidade de produtos era variada, vendiam roupas, acessórios, almofadas, toalhas e é claro muito chocolate. Após uma hora na loja, seguimos para a Boots, farmácia muito famosa na Inglaterra. O interessante dessa farmácia é a variedade de produtos para cabelos, maquiagens e esmaltes. Comprei apenas alguns produtos para o cabelo, pois era o início da viagem e não queria gastar dinheiro. Meu primeiro dia havia acabado e voltei para Snaresbrook, pois queria jantar com host family para conhecê-los melhor.

Piccadilly Circus

Piccadilly Circus

Piccadilly Circus-MM world

convent garden e piccadilly circusconvent garden e picaddilly circus

Gostou? Então deixe seu comentário!

  • Eduarda Iannuzzi

    Você já sabia falar inglês??? Cara, tô muito empolgada 🙂 hahaaha

    • Então, eu faço inglês desde pequena, comecei com 9 se não me engano. Ai como eu já sabia falar um pouco, eu não tive muitas dificuldades para me comunicar com a família e com as pessoas na universidade, mas as vezes sempre vinha um branco e não saia nada hahaha.

  • Beatriz Ferreira

    Adorei este e o seu post anterior. Eu também já fiz intercâmbio e foi totalmente diferente do seu porque fiquei mais tempo e não tive oportunidade de estudar moda e em Londres! Um centro importantíssimo nessa área, amei continue postando mais 🙂 Beijos bevoyageur.blogspot.com

    • Fico feliz que você tenha gostado! Com certeza ainda vão ter vários posts falando da viagem inteira, fique atenta! hahaha Bjs