Viagem

Curso de moda: Fashion PR and Marketing

By  | 


Como foi o meu segundo curso de moda em Londres

Semana passada contei um pouco sobre meu primeiro curso em Londres, hoje vou conta um pouco mais sobre o meu segundo curso hahaha.

O curso chama Fashion PR and Marketing, nele aprendemos mais sobre o mercado de moda, o relacionamento com o público, o calendário da moda, as semanas de moda, os seguimentos… Enfim, coisas que são de extrema importância quando você quer trabalhar no meio, sendo estilista, ou não. Esse curso teve duração de mais ou menos 3 semanas, no mesmo esquema que os outros: aulas de inglês todos os dias pela manhã e aulas de moda duas vezes por semana pela tarde.


Sobre as bibliotecas da UAL

Uma coisa que eu achei muito legal foi o fato de eu ter que criar uma capa de revista e criar uma matéria sobre amor hahaha. A matéria tinha que ser sobre amor, pois estávamos fazendo a edição de dia dos namorados. Outra coisa incrível sobre a UAL são as bibliotecas, pelo o que eu pude entender, cada unidade tem uma biblioteca; Eu entrei em duas delas, a da Oxford Street e a da Central Saint Martins.

A da Saint Martins é incrível, eu nunca vi tanto acervo de moda, feito para estudantes de moda em um único lugar, é gigantesca. Mas a da Oxford Street não deixa a desejar, é um lugar enorme, onde temos o privilégio de ter contato com revistas e livros antigos, que muitas vezes, nem estão mais no mercado e se estão, são muito caros. Podemos beber da fonte, coisa que eu admiro muito em uma unidade de ensino.


O que fiz, aprendi…

Para mim, criar essa capa, contar essa história (acabei contando a história de um amigo meu), foi algo que eu estava precisando naquele momento. Como disse na semana passada, eu fiquei muito perdida como primeiro curso que foi basicamente aprender a criar uma coleção e foi importante ver todas as outras coisas que eu era capaz de trabalhar, e eu acabei gostando muito de várias partes do “negócios de moda”.

Uma das partes que eu mais gostei foi, saber mais sobre o Fast Fashion. Fast fashion para quem não sabe é o mais temos hoje em dia, são lojas de departamento como FOREVER 21, H&M, C&A, RENNER, entre outras. Hoje elas são responsáveis por fazer a economia do meio girar, com diversas lojas e muitas vezes 53 coleções anuais (o que dá em média, mais de uma coleção por semana) elas estão crescendo cada vez mais, consequentemente ganhando mais público e produzindo mais lixo e resíduos poluentes.


O que achei do curso

Acho um ramo legal de se estudar e entender. Entender essa demanda por coisas novas e rápidas que as pessoas sentem hoje em dia, que faz com que elas comprem cada vez mais roupas mais baratas, que irão durar menos para suprir uma necessidade momentânea. Assim, o curso não tem essa finalidade, esse foi um pensamento que eu criei depois que tive acesso a dados que tive durante o curso.

Ao meu ver esse não é um curso para quem quer ser estilista, mas é importante para tal. É um curso que vai te exigir muito além do seu lado criativo, vai exigir uma lógica e um pouco de trabalho mecânico. Você vai ter que criar, como em todos os cursos dentro da aérea que eu fiz, mas são criações e jeitos de pensar diferentes para coisa. E para você que não quer ser estilista e gosta de moda, mas não sabe exatamente o que quer fazer no meio, esse curso é bem legal. Eu gostei muito, pois me abriu os olhos para todos os problemas e regras dessa indústria, que acredito que todo profissional tem que estar ciente.

Beijos, Ju.


Gostou? Deixe seu comentário!