Faculdade

Escolhendo tecidos

By  | 

Como escolhemos os tecidos das aulas e trabalhos no curso de moda

A partir do segundo semestre do curso de design de moda é necessário fazer trabalhos que realmente envolvam o uso de tecidos. Além do projeto interdisciplinar, temos a aula de Materiais Têxteis que já expliquei algumas vezes aqui no site como funciona. Para fazer e entregar todos os trabalhos necessários, precisamos comprar o tecidos, linhas e aviamentos para cada aula. Por isso, se você acha que a faculdade irá disponibilizar algum material para os trabalhos,  já tire essa ideia da cabeça, pois será preciso arcar com alguns custos. No entanto, fique tranquila, pois essa experiência, apesar de levar nosso dinheiro, costuma ser muito divertida. Pelo menos pra mim.

Escolher os tecidos pode parecer uma tarefa tranquila, até porque a professora passa uma lista dos quais precisamos comprar. Entretanto, é preciso tempo, paciência e ideias. Tempo, pois perder uma tarde inteira de estudos ou trabalho no Brás e na 25 de Março não é lá muito bom. Paciência, pois as vezes estes lugares estão cheios e nem sempre encontramos tudo em uma única loja. Por último ideias, pois não acho muito legal comprar tecidos de cores aleatórias, então preciso sempre analisar as opções de cores (as vezes não tem e compramos as que tem mesmo) e pensar qual técnica será aplicada em cada tecido.

Apesar de as vezes ter preguiça de fazer isso é interessante ver os tecidos que existem, seus nomes e características. Tocar no tecido é primordial e as vezes só fazendo isso já da pra saber se ele vai ser caro ou não. Claro que não sou expert em tecidos, mas depois de um tempo observando os preços e a composição de cada um, já é possível ter uma pequena noção. Isso muitas vezes é triste, pois olho um tecido, a cor e textura me agradam, e quando vejo o preço me desanimo, pois ele custa mais de trinta reais o metro. Isso acontece com os tecidos de algodão e dificilmente eu pago caro em um tecido para os trabalhos, só quando realmente não tem opção.

Mesmo sendo cansativa e um pouco decepcionante (as vezes), essa é a parte fácil, pois em Materiais Têxteis o que importa é ter o tipo de tecido certo. Já os tecidos do projeto interdisciplinar costumam ser mais complicados de achar. Isso ocorre, pois no projeto determinamos uma paleta de cores a ser seguida que não deve ser alterada, a não ser que queiramos mudar alguma coisa no projeto. Portanto, a situação é simples, determinamos a cor e o tecido certo para finalmente comprarmos. O desafio é achar o tecido certo, da cor certa. As vezes encontramos a cor perfeita e o tecido não serve ou o tecido é bom, mas não tem a cor certa e assim vai. Procuramos em várias lojas até achar.

Essa é uma das experiências de quem faz design de moda, particularmente acho muito interessante, pois é dessa forma que conhecemos os tecidos. Também admito que é porque gosto de ir no Brás e na 25 de Março comprar tecido. Mas se você acha que o curso de moda é totalmente descolado e glamuroso, saiba que momentos como estes se tornam comuns e a parte difícil vem depois quando precisamos costurar. Longe de desanimar, até porque sou apaixonada pelo curso, mas sempre é bom comentar como realmente funcionam as coisas.

Gostou? Deixe seu comentário!

  • Hanna

    Oi, eu queria saber se na Anhembi tem aula de costura ou eu já preciso saber costurar. Mto Obrigada 🙂